Publicidade

Entidades pedem ajuda da ONU após EUA dificultar acesso ao aborto

Autores alegam que medida viola direitos humanos no país, colocando em risco a saúde das mulheres

Entidades pedem ajuda da ONU após EUA dificultar acesso ao aborto
Nos Estados Unidos, o direito ao aborto baseava-se na jurisprudência Roe vs. Wade, de 1973 | Unsplash
Publicidade

Entidades internacionais compartilharam, nesta 5ª feira (2.mar), uma carta pedindo a intervenção da Organização das Nações Unidas (ONU) no direito ao abordo nos Estados Unidos. No texto, os autores citam a preocupação com cerca de 22 milhões de mulheres em idade reprodutiva que vivem em locais onde o procedimento foi proibido.

+ Leia as últimas notícias no portal SBT News

A jurisprudência Roe v. Wade, que garantia o direito ao aborto no território norte-americano, foi derrubada pela Suprema Corte em junho do ano passado, fazendo com que cada estado ficasse responsável pela legalização do procedimento. Desde a data, governos como o de Indiana e da Carolina do Norte já restabeleceram a proibição do aborto. 

Na carta, assinada por cerca de 200 organizações e especialistas, os autores pedem que representantes da ONU solicitem uma visita aos Estados Unidos para discutir a violação dos direitos humanos por parte do legislativo. O grupo também pede que a organização convoque uma reunião com a sociedade civil em solo norte-americano.

Para justificar o pedido, os autores dão o exemplo de uma paciente de Wisconsin, que não foi atendida devidamente pela equipe hospitalar após ter sofrido um aborto espontâneo. Com medo de violar a proibição do procedimento no estado, a equipe médica enviou a mulher para casa, onde ela ficou sangrando por 10 dias seguidos. Apesar de ter sobrevivido, a paciente alegou traumas psicológicos.

"Os danos da decisão [da Suprema Corte] incluem o impacto na vida das mulheres e saúde e a penalização dos cuidados de saúde. Ao derrubar a proteção constitucional estabelecida para o acesso ao aborto e através da aprovação de leis estaduais, os EUA estão violando suas obrigações sob os direitos humanos internacionais", alegam os autores.

+ Após decisão da Suprema Corte, 66 clínicas pararam de fazer abortos nos EUA

Em outubro do ano passado, o presidente Joe Biden, que é contra a proibição, afirmou que iria promover projetos que garantissem o direito ao aborto no país. A ideia, no entanto, foi dificultada após o Partido Republicano formar maioria na Câmara dos Representantes, uma vez que a sigla defende pautas conservadores.

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

sbt
sbtnews
portalnews
mundo
ongs
pedem
ajuda
onu
eua
dificultar
aborto
roe vs wade
suprema corte
saude
atendimento medico
mulheres
biden
republicanos
camila-stucaluc

Últimas notícias

Ataques contra igrejas e sinagogas deixam mais de 15 mortos na Rússia

Ataques contra igrejas e sinagogas deixam mais de 15 mortos na Rússia

Homens armados invadiram os locais na tarde de domingo (23); autoridades investigam o caso
Caixa libera Bolsa Família de junho para beneficiários com NIS final 6

Caixa libera Bolsa Família de junho para beneficiários com NIS final 6

Valor pode ser sacado em agências bancárias ou movimentado virtualmente; calendário também conta com Auxílio Gás
SBT News na TV: Professores das universidades federais decidem encerrar greve

SBT News na TV: Professores das universidades federais decidem encerrar greve

Confira o que foi notícia ao longo do dia e os assuntos que serão destaque nesta segunda-feira (24); assista!
Netanyahu diz que combate intenso contra o Hamas está perto do fim, mas que guerra continuará

Netanyahu diz que combate intenso contra o Hamas está perto do fim, mas que guerra continuará

Primeiro-ministro israelense concedeu entrevista a uma emissora do país pela primeira vez desde o início da guerra
Universidades federais: professores decidem encerrar greve

Universidades federais: professores decidem encerrar greve

Paralisação nacional começou em abril. Retorno às aulas depende de decisão interna de cada instituição
Professores de ensino básico e técnico de instituições federais aceitam acordo e anunciam fim da greve

Professores de ensino básico e técnico de instituições federais aceitam acordo e anunciam fim da greve

Propostas de reajuste para as duas categorias foram aprovadas por 89 votos a 15
Testado na África, novo medicamento contra HIV alcança 100% de eficiência

Testado na África, novo medicamento contra HIV alcança 100% de eficiência

Ensaio clínico apontou que uma injeção semestral de lenacapavir deu proteção total contra o vírus
Número de peregrinos mortos na Arábia Saudita passa de 1.300

Número de peregrinos mortos na Arábia Saudita passa de 1.300

O ministro da Saúde saudita, Fahd bin Abdurrahman Al-Jalajel, disse que 83% das mortes são de peregrinos não autorizados
CNJ vai apurar esquema alvo da Polícia Federal de venda de sentenças no TJ paulista

CNJ vai apurar esquema alvo da Polícia Federal de venda de sentenças no TJ paulista

Luis Felipe Salomão, corregedor nacional de Justiça, abriu processo disciplinar contra desembargador Ivo de Almeida, afastado pelo STJ
“Achei que ela estava morta”, diz mãe após filha ser atacada por XL American Bully, no Reino Unido

“Achei que ela estava morta”, diz mãe após filha ser atacada por XL American Bully, no Reino Unido

A garota teve ferimentos em todo o corpo e espera por terapia há mais de um ano
Publicidade
Publicidade