Publicidade

Entidades pedem ajuda da ONU após EUA dificultar acesso ao aborto

Autores alegam que medida viola direitos humanos no país, colocando em risco a saúde das mulheres

Entidades pedem ajuda da ONU após EUA dificultar acesso ao aborto
Nos Estados Unidos, o direito ao aborto baseava-se na jurisprudência Roe vs. Wade, de 1973 | Unsplash
Publicidade

Entidades internacionais compartilharam, nesta 5ª feira (2.mar), uma carta pedindo a intervenção da Organização das Nações Unidas (ONU) no direito ao abordo nos Estados Unidos. No texto, os autores citam a preocupação com cerca de 22 milhões de mulheres em idade reprodutiva que vivem em locais onde o procedimento foi proibido.

+ Leia as últimas notícias no portal SBT News

A jurisprudência Roe v. Wade, que garantia o direito ao aborto no território norte-americano, foi derrubada pela Suprema Corte em junho do ano passado, fazendo com que cada estado ficasse responsável pela legalização do procedimento. Desde a data, governos como o de Indiana e da Carolina do Norte já restabeleceram a proibição do aborto. 

Na carta, assinada por cerca de 200 organizações e especialistas, os autores pedem que representantes da ONU solicitem uma visita aos Estados Unidos para discutir a violação dos direitos humanos por parte do legislativo. O grupo também pede que a organização convoque uma reunião com a sociedade civil em solo norte-americano.

Para justificar o pedido, os autores dão o exemplo de uma paciente de Wisconsin, que não foi atendida devidamente pela equipe hospitalar após ter sofrido um aborto espontâneo. Com medo de violar a proibição do procedimento no estado, a equipe médica enviou a mulher para casa, onde ela ficou sangrando por 10 dias seguidos. Apesar de ter sobrevivido, a paciente alegou traumas psicológicos.

"Os danos da decisão [da Suprema Corte] incluem o impacto na vida das mulheres e saúde e a penalização dos cuidados de saúde. Ao derrubar a proteção constitucional estabelecida para o acesso ao aborto e através da aprovação de leis estaduais, os EUA estão violando suas obrigações sob os direitos humanos internacionais", alegam os autores.

+ Após decisão da Suprema Corte, 66 clínicas pararam de fazer abortos nos EUA

Em outubro do ano passado, o presidente Joe Biden, que é contra a proibição, afirmou que iria promover projetos que garantissem o direito ao aborto no país. A ideia, no entanto, foi dificultada após o Partido Republicano formar maioria na Câmara dos Representantes, uma vez que a sigla defende pautas conservadores.

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

sbt
sbtnews
portalnews
mundo
ongs
pedem
ajuda
onu
eua
dificultar
aborto
roe vs wade
suprema corte
saude
atendimento medico
mulheres
biden
republicanos
camila-stucaluc

Últimas notícias

Prazo para inscrições no Concurso Unificado da Justiça Eleitoral termina nesta quinta-feira (18)

Prazo para inscrições no Concurso Unificado da Justiça Eleitoral termina nesta quinta-feira (18)

Processo seletivo oferta 412 vagas de analista e técnico judiciário em tribunais eleitorais do país
Dior e Armani são investigadas por explorar trabalhadores em fábricas na Itália

Dior e Armani são investigadas por explorar trabalhadores em fábricas na Itália

Marcas negaram irregularidades, mas disseram que colaborarão com as apurações
MEC divulga edital do Prouni referente ao segundo semestre de 2024; veja cronograma

MEC divulga edital do Prouni referente ao segundo semestre de 2024; veja cronograma

Programa ofertará mais de 243 mil bolsas em universidade privadas do país
EUA: vice de Trump aceita formalmente nomeação para chapa do Partido Republicano

EUA: vice de Trump aceita formalmente nomeação para chapa do Partido Republicano

Em discurso, JD Vance expressou gratidão ao ex-presidente pela indicação e fez críticas à administração Biden
SBT News na TV: Ramagem presta depoimento à PF sobre "Abin paralela"

SBT News na TV: Ramagem presta depoimento à PF sobre "Abin paralela"

Confira o que foi notícia ao longo do dia e os assuntos que serão destaque nesta quinta-feira (18); assista!
Caixa inicia pagamentos do Bolsa Família de julho; veja quem recebe

Caixa inicia pagamentos do Bolsa Família de julho; veja quem recebe

Recurso pode ser sacado em agências bancárias ou movimentado virtualmente
Passageiro de carro envolvido em acidente em SP comprou três garrafas de bebida em bar

Passageiro de carro envolvido em acidente em SP comprou três garrafas de bebida em bar

Comanda do bar mostra que Felipe Gambeta Malheiro, que inicialmente se apresentou como condutor do veículo, comprou duas garrafas de vodka e uma de licor
Vídeo: Idoso de 84 anos é agredido por homem na zona sul de São Paulo

Vídeo: Idoso de 84 anos é agredido por homem na zona sul de São Paulo

Imagens de câmeras de segurança mostram o momento da discussão e das agressões
Ramagem deixa a Polícia Federal após seis horas de depoimento sobre "Abin paralela"

Ramagem deixa a Polícia Federal após seis horas de depoimento sobre "Abin paralela"

Ex-diretor da Abin é apontado com um dos supostos chefes do núcleo político montado na agência para espionar ilegalmente desafetos do governo Bolsonaro
Procurador de Minas Gerais pede desculpas em vídeo por agressão a funcionária em cinema

Procurador de Minas Gerais pede desculpas em vídeo por agressão a funcionária em cinema

A gravação é parte de um acordo extrajudicial firmado entre o agressor e a vítima, de 25 anos
Publicidade
Publicidade