Publicidade

Príncipe William agrediu Harry fisicamente, diz jornal

Briga entre os irmãos está na biografia que será lançada na próxima 3ª feira

Príncipe William agrediu Harry fisicamente, diz jornal
harry_william_briga
Publicidade

Na terra dos Palácios, quem tem uma fofoca boa é o Rei. E ainda ganha muitos cliques. A última "bomba'' sobre a Família Real veio justamente do jornal que costuma criticar a cobertura sensacionalista dos tablóides britânicos.

O respeitado The Guardian rendeu-se ao apelo midiático em torno da realeza e trouxe hoje, com exclusividade, detalhes sobre uma briga entre irmãos William, 40 e Harry, 38, originalmente publicados na biografia do Duque de Sussex, que será lançada mundialmente na próxima terça-feira. Rapidamente, o principal assunto no portal do jornal tornou-se destaque também em toda a mídia britânica.

O ataque, segundo descreve o The Guardian, ocorreu em 2019, em um dos chalés do Palácio de Kensington, na região central de Londres, onde Harry e Meghan Markle moravam na época. O Príncipe William teria chamado a esposa do irmão de "difícil, rude e irritante".

A situação teria escalado para palavrões até chegar às vias de fato. No livro, Harry narra que William tinha um copo de água na mão. Os detalhes inéditos trazidos pelo jornal mostram um momento de raiva entre dois irmãos. A história que causa tanta comoção, no entanto, é a briga entre 2 príncipes.

"Ele baixou a água, me chamou de outro nome e veio até mim. Tudo aconteceu muito rápido, muito rápido. Ele me agarrou pela gola, rasgou meu colar e me jogou no chão. Caí na tigela do cachorro, que rachou nas minhas costas. Os pedaços me cortaram. Fiquei ali por um momento, atordoado, depois me levantei e disse a ele para sair".

O Duque e a Duquesa de Sussex deixaram as suas funções na Família Real em janeiro de 2020, mas mantêm os títulos de nobreza. Ambos se queixam que detalhes da vida privada do casal eram vazados para a imprensa por integrantes e funcionários da Realeza, que Meghan foi vítima de racismo e que a atriz, nascida nos Estados Unidos, não teve a ajuda que precisava do restante da família.

Foi Martin Pengelly, correspondente do The Guardian em Nova York, quem conseguiu acesso antecipado a uma cópia da biografia, chamada "Spare". Nicholas Witchell, comentarista da Realeza mais antigo da BBC, lembrou que "esta é apenas uma parte da história" e que "ironicamente veio do The Guardian".

Segundo o jornal britânico, Harry descreve que William comprou a narrativa da imprensa para fazer reclamações sobre Meghan, acusa o irmão de "não ser racional" e "de se comportar como um herdeiro, incapaz de entender seu irmão mais novo".

Em um dos diálogos reproduzidos do livro, Harry alega que pediu ao irmão para que deixasse sua casa e que, antes de sair, William fez um pedido:

- Você não precisa contar a Meg (Meghan) o que aconteceu.

- Que você me atacou?

- Eu não te ataquei, Harold.

Outra revelação do livro é que William chama Harry por outro nome. Harold é um apelido interno. A Família Real ainda não se pronunciou sobre o episódio e nem tem comentado as incursões de Harry e Meghan na mídia.

Desde 2020, os dois moram nos Estados Unidos com os filhos Archie Harrison, de 3 anos, e Lilibet Diana, que tem 1 ano de idade. Uma série que traz bastidores da história do casal está disponível na plataforma de streaming Netflix.

Recentemente, Harry deu uma entrevista exclusiva às redes ITV do Reino Unido e CBS, dos Estados Unidos, em que comentou sobre o livro e a difícil relação com a família. Entre outras coisas, disse que queria "seu pai e irmão de volta" e que não tinha certeza se compareceria à coroação do Rei Charles III, prevista para maio, em Londres.

Apesar de tudo, o príncipe afirmou que ainda acredita na monarquia britânica.

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

portalnews
sérgio-utsch
realeza
reino unido
príncipe harry
príncipe william
meghan markle
briga

Últimas notícias

VÍDEO: Joalheria é invadida por 20 ladrões na Califórnia, nos Estados Unidos

VÍDEO: Joalheria é invadida por 20 ladrões na Califórnia, nos Estados Unidos

Tamanho do prejuízo ainda não foi estimado e invasão foi registrada por câmeras de segurança da loja
Congresso busca alternativas para compensar desoneração da folha de pagamentos

Congresso busca alternativas para compensar desoneração da folha de pagamentos

Quadro "Nos Corredores do Congresso", com a jornalista Iasmin Costa, mostra bastidores da negociação no Brasil Agora desta segunda (17)
Incêndio destrói galpões de empresas na região metropolitana de Salvador

Incêndio destrói galpões de empresas na região metropolitana de Salvador

Chamas foram registradas em Simões Filho; locais armazenavam estofados, argamassa e alimentos
Revisão de gastos: Lula faz reunião com ministros de orçamento e área econômica nesta segunda (17)

Revisão de gastos: Lula faz reunião com ministros de orçamento e área econômica nesta segunda (17)

Após semana difícil, governo federal quer saída para firmar promessa de déficit zero em 2024
Bandidos invadem transportadora e fazem 9 funcionários reféns no ABC Paulista

Bandidos invadem transportadora e fazem 9 funcionários reféns no ABC Paulista

Local abriga veículos de luxo, em São Bernardo do Campo; vítimas foram amarradas e amordaçadas
Homem morre esfaqueado após defender casal gay dentro de ônibus

Homem morre esfaqueado após defender casal gay dentro de ônibus

Crime aconteceu em Curitiba; dois suspeitos foram presos
Caminhão é atingido por 17 tiros em tentativa de roubo no Rio de Janeiro

Caminhão é atingido por 17 tiros em tentativa de roubo no Rio de Janeiro

Veículo transportava carga avaliada em R$ 64 mil; motorista escapou dos disparos
Netanyahu dissolve gabinete de guerra de Israel após renúncia de ex-general

Netanyahu dissolve gabinete de guerra de Israel após renúncia de ex-general

Conselho foi instaurado no início do conflito contra o Hamas, em outubro de 2023
Senado debate resolução do CFM que restringe aborto em casos de estupro

Senado debate resolução do CFM que restringe aborto em casos de estupro

Norma segue sem validade e aguarda decisão final do Supremo Tribunal Federal
Bituca de cigarro pode ter provocado incêndio em fazenda da atriz Lúcia Veríssimo

Bituca de cigarro pode ter provocado incêndio em fazenda da atriz Lúcia Veríssimo

Propriedade fica em Chiador (MG), na zona da mata mineira; artista relatou invasão e metade da área queimada
Publicidade
Publicidade