Publicidade

Cientistas restauram função de órgãos de porcos mortos

Pesquisa é parte do estudo de 2019, que reviveu cérebros dos animais

Cientistas restauram função de órgãos de porcos mortos
Células de cor verde e azul
Publicidade

Pesquisadores norte-americanos restauraram a circulação e atividade celular nos órgãos vitais dos porcos uma hora após sua morte. "A pesquisa desafia a ideia de que a morte cardíaca  -- que ocorre quando a circulação sanguínea e a oxigenação param -- é irreversível e levanta questões éticas sobre a definição de morte", afirma o estudo publicado na revista científica Nature. A pesquisa é parte de um experimento feito em 2019, que reviveu cérebros desencarnados de porcos quatro horas após a morte.

+ Leia as últimas notícias no portal SBT News

No trabalho, publicado em 3 de agosto na Nature, pesquisadores conectaram porcos que estavam mortos por uma hora a um sistema chamado OrganEx, que bombeava um substituto do sangue por todo o corpo dos animais. A solução, contendo o sangue dos animais e 13 compostos, como anticoagulantes, retardou a decomposição dos corpos e rapidamente restaurou algumas funções dos órgãos, como a contração do coração e a atividade no fígado e nos rins.

Apesar do OrganEx ter ajudado a preservar a integridade de alguns tecidos cerebrais, os pesquisadores não observaram nenhuma atividade cerebral coordenada que indicasse que os animais haviam recuperado qualquer consciência.

Os autores do estudo alertam que esses resultados não mostram que os porcos tenham sido reanimados de alguma forma após a morte, especialmente na ausência de atividade elétrica no cérebro. "Fizemos as células fazerem algo que não eram capazes de fazer" quando os animais estavam mortos, diz o membro da equipe Zvonimir Vrselja, neurocientista da Universidade de Yale em New Haven, Connecticut. "Não estamos dizendo que é clinicamente relevante, mas está se movendo na direção certa", continua ele.
 

Células
As imagens da esquerda mostram imagens de células do fígado (painel superior) e do rim (painel inferior) de porcos de controle; as imagens da direita mostram imagens de porcos tratados com OrganEx, que restaurou parte da integridade do tecido e certas funções celulares. Crédito: David Andrijevic, Zvonimir Vrselja, Taras Lysyy, Shupei Zhang; Laboratório Sestan; Escola de Medicina de Yale
Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

ciência
reviver
órgãos
nature
porcos
mundo
portalnews
pesquisa
estudo

Últimas notícias

Fila de espera no INSS para concessão de benefícios cai em 2024, diz relatório da Previdência Social

Fila de espera no INSS para concessão de benefícios cai em 2024, diz relatório da Previdência Social

Ao todo, os processos a espera de resposta inicial somam quase 1 milhão e 400, diminuição de 600 mil em relação a 2023
Mega-Sena acumula e chega a R$ 53 milhões; veja os números sorteados

Mega-Sena acumula e chega a R$ 53 milhões; veja os números sorteados

Quina teve 67 apostas ganhadoras, que vão receber mais de R$ 52 mil cada
Vídeo: homem morre e bebê é baleado em tiroteio em praça de Fortaleza

Vídeo: homem morre e bebê é baleado em tiroteio em praça de Fortaleza

Imagens mostram correria no local; estado de saúde da criança é grave
Produção de cinema na Argentina está praticamente paralisada

Produção de cinema na Argentina está praticamente paralisada

Trabalhadores da área acusam Javier Milei de ter um plano para prejudicar o setor
Divertida Mente 2: saiba tudo sobre o filme que chega aos cinemas na quinta-feira (20)

Divertida Mente 2: saiba tudo sobre o filme que chega aos cinemas na quinta-feira (20)

SBT Brasil visitou os estúdios da Pixar, em Los Angeles, para mostrar como a continuação foi produzida
Verão fora de época preocupa lojistas que contam com a venda de roupas de frio

Verão fora de época preocupa lojistas que contam com a venda de roupas de frio

Último inverno rigoroso que garantiu boas vendas foi em 2022. No ano passado, houve queda de 20%
Pré-candidata a vereadora e filho são mortos a tiros no RJ

Pré-candidata a vereadora e filho são mortos a tiros no RJ

Juliana Silva, conhecida como Nega Juh, foi morta em Nova Iguaçu, na noite deste sábado (15)
Número de acidentes em estradas federais tem aumentado

Número de acidentes em estradas federais tem aumentado

Só no ano passado, foram mais de 65 mil casos, três mil a mais do que em 2022
Novos temporais ameaçam a região metropolitana de Porto Alegre

Novos temporais ameaçam a região metropolitana de Porto Alegre

Marinha montou base de operações na região das ilhas de Porto Alegre para auxiliar rapidamente a população
Caso Marielle: defesas pedem ao STF rejeição de denúncia e atacam falta de provas e delação inválida

Caso Marielle: defesas pedem ao STF rejeição de denúncia e atacam falta de provas e delação inválida

Ministros da 1ª Turma decidem na terça (18) se irmãos Brazão, delegado do Rio e dois ligados à milícia do Rio sentam no banco dos réus como mandantes do crime
Publicidade
Publicidade