Publicidade

Diário da Guerra 4: acompanhe as últimas informações da guerra na Ucrânia

Siga a cobertura em tempo real do SBT News no conflito entre russos e ucranianos

Diário da Guerra 4: acompanhe as últimas informações da guerra na Ucrânia
Tangue de guerra
Publicidade

00h35 - Aliada da Rússia, a Belarus anunciou a aprovação de um referendo que determinou a remoção do status de "não nuclear" da constituição do país. A medida permite que ogivas nucleares possam ficar estacionadas em solo bielorrusso e legaliza  o assentamento permanente de forças militares russas no país.
------------------

21h29 - Até o momento, 352 civis foram mortos na guerra na Ucrânia, entre eles 14 crianças, segundo comunicado divulgado pelo Ministério do Interior ucraniano. Ainda de acordo com a pasta, listas com os nomes dos mortos estão sendo elaboradas.

Nota do governo ucraniano se refere aos mortos como "vítimas do fascismo de Putin" | Foto: Wolfgang Schwan/Anadolu Agency

-------------------

20h42 - O primeiro-ministro do Japão, Fumio Kishida, anunciou que, assim como a União Europeia (UE), Reino Unido, Canadá e Estados Unidos, desconectará bancos russos do Swift -- sistema global de instituições financeiras -- e imporá medidas restritivas ao Banco Central da Rússia, além de sanções a líderes russos, como o presidente Vladimir Putin, por causa da guerra na Ucrânia.

--------------------

19h39 - O Ministério da Relações Exteriores informou que cerca de 80 brasileiros haviam conseguido deixar a Ucrânia desde o início da guerra. Pelos registros do Itamaraty, outros 100 ainda estão no país.

---------------------

19h20 - O Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU) aprovou uma resolução apresentada para que uma Sessão Especial de Emergência da Assembleia Geral da ONU seja feita nesta 2ª feira (28,fev), para tratar sobre a guerra entre Rússia e Ucrânia. É a primeira vez em 40 anos que o dispositivo, denominado Unidos pela Paz, é adotado.

---------------------

19h15 - O presidente Jair Bolsonaro disse, em coletiva de imprensa, que o Brasil terá um posicionamento neutro diante da guerra na Ucrânia. Bolsonaro avaliou que não "quer trazer as consequências do embate para o país" e afirmou ainda que acredita que haverá uma solução para o conflito nas "próximas horas ou dias".

----------------------

18h35 - O prefeito de Kiev, Vitali Klitschko, afirmou que todas as saídas da capital ucraniana estavam bloqueadas e que a cidade estava cercada pelas forças russas, mas, por seu canal no Telegram, desmentiu as próprias falas. As primeiras declarações foram dadas em entrevista à AP News, quando foi questionase se haveria planos para evacuar civis, no caso de as tropas inimigas tomarem a cidade. 

-----------------------

17h39 - O representante da União Europeia para Negócios Estrangeiros, Josep Borrell, destacou o receio dos países em relação ao que o governo russo ainda pode fazer. "Temos medo que a Rússia não pare na Ucrânia", disse em coletiva de imprensa. Borrell ressaltou ainda o impacto da guerra na vida dos cidadãos ucranianos: "Estamos muito preocupados com a dimensão humanitária dessa tragédia".

------------------------

17h08 - A aeronave Antonov-225 Mriya, de fabricação ucraniana, considerada a maior de carga do mundo, foi queimada em um ataque russo ao aeroporto Hostomel, perto de Kiev. A informação foi confirmada pelo ministro das Relações Exteriores da Ucrânia, Dmytro Kuleba, nas redes sociais.

------------------------

16h30 - O presidente Jair Bolsonaro informou que um grupo de 39 pessoas, sendo 37 brasileiros e 2 uruguaios, que partiu de Kiev, na Ucrânia, chegou à embaixada do Brasil na Romênia. "Estão todos bem de saúde e em segurança", completou o presidente em sua conta oficial no Twitter.

-------------------------

15h39 - Ao menos 100 mil pessoas participaram de um protesto em apoio à Ucrânia, em Berlim, capital da Alemanha, segundo informações da polícia local. Já os organizadores falam em 500 mil participantes.

--------------------------

15h05 - O presidente ucraniano Volodymyr Zelensky informou que teve uma conversa telefônica com o presidente belarusso, Alexander Lukashenko. Segundo Zelensky, Lukashenko afirmou que não haverá nenhuma ação durante a negociação, mas ele disse não acreditar.

---------------------------

14h41 - O prefeito da cidade ucraniana de Kharkiv, Oleg Synegubov, afirmou que soldados russos se renderam na região e estão pedindo roupas e comidas aos moradores da localidade. O município é o segundo maior da Ucrânia.

---------------------------

14h29 - A presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, sanções mais duras para a Rússia após ameaças nucleares do presidente russo Vladimir Putin. Banimento de aviões russos do espaço aéreo europeu, combate à desinformação desenvolvida pela máquina de mídia do Kremlin, sanções para Belarus e a suspensão do Banco Central russo são algumas das medidas anunciadas

---------------------------

13h47 - Até o momento, a invasão russa ao território ucraniano causou a morte de 64 civis, segundo informou a Organização das Nações Unidas (ONU).

---------------------------

12h04 - Dmytro Kuleba, ministro das Relações Exteriores da Ucrânia, afirmou, em coletiva, que vai enviar uma delegação para fronteira entre Belarus e Ucrânia para negociar com grupo diplomático da Rússia. 

---------------------------

12h00 - Os canais oficiais da embaixada ucraniana no Brasil ainda estão bloqueados após "ataques cibernéticos massivos". De acordo com o encarregado de negócios da Ucrânia no Brasil, Anatoliy Tkach, os interessados em oferecer ajuda humanitária ao país devem fazer contato pelas redes sociais.

---------------------------

11h13 - O presidente russo, Vladimir Putin, ordenou que seus militares coloquem as forças de dissuasão nuclear da Rússia em alerta máximo, após declarações agressivas de países da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan). A ação de dissuasão é baseada na intimidação com a tentativa de desencorajar o grupo de países ocidentais. 

---------------------------

11h11 - Governo alemão doará parte do Produto Interno Bruto (PIB) do país à Ucrânia.

---------------------------

10h41 - O prefeito de Kiev, capital da Ucrânia, afirmou que a situação na cidade "está atualmente controlada". Vitaly Klitschko publicou, na manhã de domingo (27.fev; horário de Brasília), que o município "continua segurando suas defesas", sem tropas russas. 

---------------------------

10h10 - O ex-presidente dos Estados Unidos Donald Trump mudou de discurso sobre a guerra da Ucrânia, e disse, no sábado (26.fev), que o ataque da Rússia à Ucrânia é "terrível" e que está em orações pelo povo ucraniano. Ele ainda declarou que Volodymyr Zelensky, o presidente ucraniano, é "corajoso" por permanecer em Kiev mesmo sob ataque russo. 

---------------------------

09h27 - A ministra adjunta da Defesa da Ucrânia, Hanna Malar, contabilizou as baixas das tropas russas nos três primeiros dias de conflito, desde a última 5ª feira (24.fev) até sábado (26.fev). Segundo o órgão, 4,3 mil soldados da Rússia foram mortos em confrontos. 

---------------------------

09h00 - O presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, rejeitou uma oferta russa de negociações em Belarus, dizendo que a própria Minsk foi cúmplice da invasão russa. Kiev ainda disse que pretende negociar com os russos, no entanto, solicitou que as conversas ocorram em uma região neutra e não no país utilizado pela Rússia como uma das bases de sua ofensiva militar. 

---------------------------

08h20 - O presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, criticou os ataques russos contra a Ucrânia e disse que a invasão tem sinais de genocídio. O líder do país também classificou a ação russa como terrorista, e que os ataques chegam sem um alvo específico.

O presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, fez novo apelo para cessar-fogo | Reprodução/AP
O presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, fez novo apelo para cessar-fogo | Reprodução/AP

---------------------------

08h20 -  Após os ataques e confrontos registrados em Kharkiv, cidade próxima da fronteira da Ucrânia com a Rússia, o administrador estatal da região afirmou que a cidade está controlada pelos ucranianos

---------------------------

07h34 - A segunda maior cidade da Ucrânia, Kharkiv, foi invadida por tropas russas no domingo (27.fev), quarto dia de conflito. Um gasoduto entrou em chamas após o ataque, de acordo com um vídeo publicado pelo Serviço Estatal de Comunicação Especial e Proteção de Informações da Ucrânia. 

---------------------------

06h28 - O ministro das Relações Exteriores da Ucrânia, Dmytro Kuleba, pediu ajuda de estrangeiros que estejam "dispostos a defender a Ucrânia e a ordem mundial"

---------------------------

02h54 - O bilionário fundador da Tesla, Elon Musk, começou a fornecer à Ucrânia os serviços de sua internet via satélite, Starlink, que utiliza tecnologia de alta velocidade da SpaceX, companhia responsável pela construção e lançamento de foguetes.

AS ÚLTIMAS NOTÍCIAS DO CONFLITO RÚSSIA X UCRÂNIA:

+ Confrontos provocam incêndio em usina de petróleo próxima a Kiev

+ "Lutaremos o tempo que for necessário", diz presidente da Ucrânia

+ Bancos russos são excluídos do sistema global Swift

+ Embaixada pede que brasileiros que querem sair da Ucrânia esperem em abrigos

+ Bolsonaro fala em "soberania dos Estados" ao mencionar guerra na Ucrânia

+ Tempo de espera para deixar a Ucrânia chega a 70 horas

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

sbt
sbtnews
portalnews
guerra
invasao
tempo real
mundo
russia
ucrania

Últimas notícias

Passageiros passam horas presos em avião sem refrigeração na Grécia; veja vídeo

Passageiros passam horas presos em avião sem refrigeração na Grécia; veja vídeo

Temperatura na aeronave da Qatar Airways ultrapassou os 40º C
Jovem é morto após marcar encontro por aplicativo de relacionamento gay em SP

Jovem é morto após marcar encontro por aplicativo de relacionamento gay em SP

Leonardo Rodrigues Nunes, de 24 anos, chegou a ser socorrido ao Pronto Socorro, porém não resistiu aos ferimentos
Temporais provocam inundações e ameaçam prédios no Chile

Temporais provocam inundações e ameaçam prédios no Chile

Erosão causada pela chuva coloca em risco um complexo de edifícios de luxo em Viña del Mar
Por falta de segurança, nem todos caminhões de ajuda humanitária são recebidos em Gaza

Por falta de segurança, nem todos caminhões de ajuda humanitária são recebidos em Gaza

Bombardeios israelenses no extremo sul, em Rafah fazem ser inviável a passagem dos caminhões
Mercado Público de Porto Alegre volta a funcionar parcialmente após 41 dias fechado por inundação

Mercado Público de Porto Alegre volta a funcionar parcialmente após 41 dias fechado por inundação

Os restaurantes do segundo piso e as lojas com acesso direto para a rua voltam a operar das 10h às 15h, nesta sexta (14) e sábado (15)
VaideBet e Corinthians: polícia tenta localizar testemunha chave do caso

VaideBet e Corinthians: polícia tenta localizar testemunha chave do caso

Segundo a polícia, Adriana Ramuno, de 53 anos, esteve na casa da mulher, usada como laranja no repasse de comissão da VaideBet, antes do caso ir à imprensa
Ministério Público do RS prende 26 em operação contra grupo criminoso que atuava na serra gaúcha

Ministério Público do RS prende 26 em operação contra grupo criminoso que atuava na serra gaúcha

Segundo o MP-RS, o grupo é um dos mais ativos e violentos na serra gaúcha
STF forma maioria para tornar Janones réu por ofensas contra Jair Bolsonaro

STF forma maioria para tornar Janones réu por ofensas contra Jair Bolsonaro

Nas redes sociais, o deputado chamou o presidente de “assassino”, “miliciano” e “ladrãozinho de joias”
Thiago Brennand é condenado a indenizar advogada por danos morais

Thiago Brennand é condenado a indenizar advogada por danos morais

Gabriela Manssur entrou com uma ação por calúnia contra o empresário depois que ele ser referiu a ela como "bandida", "maloqueira" e "canalha" nas redes sociais
Rio Grande do Sul recebe destinação recorde do Imposto de Renda

Rio Grande do Sul recebe destinação recorde do Imposto de Renda

Ao todo, foram R$ 101 milhões, quase três vezes mais do que o valor registrado em 2023
Publicidade
Publicidade