Publicidade

Alckmin defende alternativa para desoneração da folha de pagamento

Outra proposta, ainda não detalhada, foi indicada por Haddad; expectativa é que discussões fiquem para depois da reforma tributária

Alckmin defende alternativa para desoneração da folha de pagamento
Fabio Rodrigues -Pozzebom/Agência Brasil
Publicidade

O presidente em exercício e ministro do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços, Geraldo Alckmin, defendeu nesta 3ª feira (28.nov) que uma alternativa para a desoneração da folha de pagamentos deve ser discutida. E que o tema deve ficar para depois da aprovação da reforma tributária no Congresso.

A expectativa é que a discussão ganhe espaço com retorno do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e de comitiva, após a 28ª Conferência das Nações Unidas sobre Mudança do Clima (COP28).

"O grande desafio do mundo vai ser emprego e renda, não só nosso, mas mundial. Então, a gente [deve] procurar, pós-reforma tributária, buscar caminhos, e nós podemos discutir isso, para a desoneração de folha que já existe hoje na área rural para pessoa física e não teve perda de receita, você só muda a fonte de contribuição", disse Alckmin.  

A declaração vem em um período de embate ao tema, após veto de Lula ao texto. O presidente se colocou contra a proposta, de forma integral, e derrubou a decisão do Congresso em prorrogar a desoneração em folha de pagamento a 17 setores da economia.

Com a decisão, parlamentares do Congresso iniciaram movimento para derrubar o veto do presidente. As estimativas de frentes parlamentares que defendem a revogação é de conseguir ampla maioria em sessão do Congresso, que ficará para dezembro. Uma decisão final a respeito deve ser definida ainda em 2023, pois o benefício a setores só vale até o fim do ano.

+ Há ampla maioria para derrubar veto, diz autor da prorrogação da desoneração na folha

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

portalnews
governo
alckmin
folha de pagamento
desoneração
setores da economia
lis-cappi

Últimas notícias

WhatsApp vai restringir perfis que enviam mensagens em massa

WhatsApp vai restringir perfis que enviam mensagens em massa

Meta quer acabar com o spam e o envio disseminado de mensagens indesejadas e automáticas
Soldado desaparecido teria sido torturado antes de morrer

Soldado desaparecido teria sido torturado antes de morrer

Luca Romano desapareceu em abril, na Baixada Santista; corpo foi localizado em e vítima foi julgada pelo “tribunal do crime”
Ladrão infarta após roubar carro na zona sul de SP

Ladrão infarta após roubar carro na zona sul de SP

Crime foi registrado no Capão Redondo; outros três integrantes de quadrilha fugiram ao perceber a aproximação da polícia
Burger King é multado em R$ 200 mil por vender "Whopper Costela" sem costela

Burger King é multado em R$ 200 mil por vender "Whopper Costela" sem costela

Justiça entendeu que houve propaganda enganosa por omissão na divulgação do sanduíche
SP: Carro capota em pista da Marginal Pinheiros

SP: Carro capota em pista da Marginal Pinheiros

Pelo menos duas faixas foram interditadas, impactando trânsito na região
Fisiculturista alega queda, mas é preso suspeito de espancar mulher

Fisiculturista alega queda, mas é preso suspeito de espancar mulher

Homem ainda fez publicação nas redes sociais após internação; atleta levou vítima ao hospital, em Goiás
ENGANOSO: Fotos de alagamento no Maranhão são antigas e não retratam atual situação do estado

ENGANOSO: Fotos de alagamento no Maranhão são antigas e não retratam atual situação do estado

Confira a verificação realizada pelos jornalistas integrantes do Projeto Comprova
Brasil Agora: Lula cobra prioridades para o RS; TSE retoma julgamento de Moro

Brasil Agora: Lula cobra prioridades para o RS; TSE retoma julgamento de Moro

Confira essas e outras notícias que serão destaque nesta terça-feira (21)
ChatGPT: após queixa, OpenAI suspende uso de voz parecida com a de Scarlett Johansson

ChatGPT: após queixa, OpenAI suspende uso de voz parecida com a de Scarlett Johansson

Atriz disse que negou convite para participar de projeto e que ficou chocada com semelhança
Pacheco prorroga vigência do Desenrola Brasil até 19 de julho

Pacheco prorroga vigência do Desenrola Brasil até 19 de julho

Programa garante desconto médio de 83% e parcelamento especial para renegociação de dívidas; veja como aderir
Publicidade
Publicidade