Publicidade

Inflação desacelera; novembro tem variação de 0,41%, mostra IBGE

O grupo que mais contribuiu foi Vestuário. Mas, item de maior impacto foi Combustível

Inflação desacelera; novembro tem variação de 0,41%, mostra IBGE
Gasolina
Publicidade

A inflação desacelerou em novembro, apesar dos ajustes de preços ainda serem para cima, um média de 0,41% ante o mês anterior. Outubro já foi de variação menos expressiva, de 0,59% sobre setembro. Em novembro de 2021, a taxa havia sido de 0,95%. No ano, o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) acumula alta de 5,13% e, nos últimos 12 meses, de 5,90%, abaixo dos 6,47% observados nos 12 meses imediatamente anteriores. As comparações foram divulgadas nesta 6ª feira (09.dez) pelo Instituto Brasileiro de Gerografia e Estatística (IBGE).

+ Leia as últimas notícias no portal SBT News

Dos nove grupos de produtos e serviços pesquisados, sete tiveram alta em novembro.

A maior alta aconteceu com Vestuários, de 1,10%. Foi o quarto mês consecutivo com ajuste acima de 1%. Transportes ficaram 0,83% mais caros. Alimentação e bebidas, variação de 0,53%. Habitação teve reajuste de 0,51%. Já os Artigos de Residência ficaram mais baratos em -0,68. Comunicação também registrou queda, de -0,14%.

No grupo Vestuário (1,10%), todos os itens tiveram variação positiva, exceto joias e bijuterias (-0,10%). Os destaques foram as roupas femininas (1,46%) e infantis (1,34%), além dos calçados e acessórios (1,03%). Em 12 meses, o grupo acumula alta de 18,65%.

No grupo Transporte (0,83%), o acréscimo de 3,29% nos combustíveis contribuiu bastante. Além do emplacamento e licença, com 1,72%, e seguro voluntário de veículo, que foi de 0,97%. Mas também huove diminuição e expressiva. Passagens aéreas recuaram 9,80%, após as altas de 8,22% em setembro e 27,38% em outubro.

O grupo Alimentação e bebidas teve alta de 0,53%, puxado pelos alimentos para consumo no domicílio (0,58%). As maiores variações vieram da cebola (23,02%) e do tomate (15,71%), cujos preços já haviam subido em outubro (9,31% e 17,63%, respectivamente). Além disso, houve alta nos preços das frutas (2,91%) e do arroz (1,46%).

O destaque no lado das quedas foi o leite longa vida (-7,09%), assim como já havia acontecido nos meses anteriores. No ano, a variação acumulada do produto, que chegou a 77,84% em julho, está agora em 31,20%. Houve recuo também nos preços do frango em pedaços (-1,75%) e do queijo (-1,38%).

Todas as áreas tiveram variação positiva em novembro. O maior índice foi o de Brasília (1,03%), por conta da alta da energia elétrica (19,85%). Já a menor variação foi em Vitória (0,09%), especialmente por conta da queda de 22,25% nos preços das passagens aéreas.

Tabela

Para o cálculo do índice do mês, foram comparados os preços coletados no período de 28 de outubro a 29 de novembro de 2022 (referência) com os preços vigentes no período de 29 de setembro a 27 de outubro de 2022 (base). O IPCA é calculado pelo IBGE desde 1980, se refere às famílias com rendimento monetário de 01 a 40 salários mínimos, qualquer que seja a fonte, e abrange dez regiões metropolitanas do país, além dos municípios de Goiânia, Campo Grande, Rio Branco, São Luís, Aracaju e de Brasília.

Veja também:

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

portalnews
sbtnews
inflação
ipca
ibge

Últimas notícias

Mais de 500 muçulmanos morrem por forte calor durante peregrinação na Arábia Saudita

Mais de 500 muçulmanos morrem por forte calor durante peregrinação na Arábia Saudita

Movimento anual reuniu 1,8 milhão de fiéis; termômetros marcaram 43ºC nesta quarta-feira (19)
Brasil Agora: Copom discute futuro da taxa Selic; presidente da Câmara cria comissão para debater PL do aborto

Brasil Agora: Copom discute futuro da taxa Selic; presidente da Câmara cria comissão para debater PL do aborto

Confira essas e outras notícias que serão destaque nesta quarta-feira (19)
Enem 2024: estudantes têm até hoje para pagar taxa de inscrição

Enem 2024: estudantes têm até hoje para pagar taxa de inscrição

Boleto estará disponível na Página do Participante; mais de 5 milhões de pessoas se cadastraram para realizar o exame este ano
+Milionária sorteia prêmio de R$ 226 milhões nesta quarta-feira (19)

+Milionária sorteia prêmio de R$ 226 milhões nesta quarta-feira (19)

Apostas podem ser feitas até as 19h em casas lotéricas ou pela internet
Justin Timberlake deixa prisão após audiência de custódia

Justin Timberlake deixa prisão após audiência de custódia

Cantor foi detido na noite de segunda-feira (17) por suspeita de embriaguez ao volante
Idosa sem folga há 20 anos é resgatada de trabalho análogo à escravidão

Idosa sem folga há 20 anos é resgatada de trabalho análogo à escravidão

Vítima trabalhava como cuidadora para uma família em Itapetininga (SP); Ministério do Trabalho irá propor acordo de verbas trabalhistas
Coreia do Norte promete "apoio total" à Rússia em guerra contra Ucrânia

Coreia do Norte promete "apoio total" à Rússia em guerra contra Ucrânia

Países pretendem assinar acordo para impulsionar a parceria e expandir a cooperação econômica e militar
SBT News na TV: Ex-assessor de Bolsonaro presta novo depoimento à PF sobre joias sauditas

SBT News na TV: Ex-assessor de Bolsonaro presta novo depoimento à PF sobre joias sauditas

Confira o que foi notícia ao longo do dia e os assuntos que serão destaque nesta quarta-feira (19); assista!
Moraes abre novo inquérito para investigar obstrução no caso Marielle

Moraes abre novo inquérito para investigar obstrução no caso Marielle

Decisão atende pedido da PGR e vai apurar ligação de irmãos Brazão e integrantes da Polícia Civil do RJ
Caixa libera Bolsa Família de junho para beneficiários com NIS final 3

Caixa libera Bolsa Família de junho para beneficiários com NIS final 3

Valor pode ser sacado em agências bancárias ou movimentado virtualmente
Publicidade
Publicidade