Publicidade

Combustíveis: ministra diz que governo não pode desconsiderar novas medidas

Flávia Arruda, da Secretaria de Governo, participou de evento de filiação de novos parlamentares ao PL

Combustíveis: ministra diz que governo não pode desconsiderar novas medidas
A ministra Flávia Arruda (Foto: Clauber Cleber Caetano/PR)
Publicidade

A ministra da Secretaria de Governo, Flávia Arruda, afirmou neste sábado (12.mar) que nenhuma medida pode ser descartada pelo governo diante do cenário de elevação dos preços dos combustíveis. "Não podemos descartar possibilidades de alguma medida importante, com responsabilidade fiscal e tudo", destacou ao ser questionada se a possível concessão de um subsídio ainda está em estudo pelo governo federal.

"O presidente está muito preocupado e atento todo o dia nessa movimentação, dos efeitos desse reajuste. Mas o que norteia muito agora é quanto tempo essa guerra vai durar", completou a ministra ao chegar para o evento de filiação de deputados ao PL, partido do presidente Jair Bolsonaro.

+ Leia as últimas notícias no portal SBT News

Ainda de acordo com a ministra, não haverá interferência do governo na política de preços da Petrobras. "A política de preços da Petrobras é independente, o mercado é livre. Não pode interferir. Mas é lógico que o presidente fica preocupado", disse.

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

sbtnews
portalnews
combustíveis
preços
política
flávia arruda
larissa-arantes

Últimas notícias

Roubo de Ozempic: adolescentes são apreendidos após levar medicamento de farmácia em SP

Roubo de Ozempic: adolescentes são apreendidos após levar medicamento de farmácia em SP

Suspeitos roubaram 13 caixas de Ozempic e 11, de Venvanse. Medicamentos são usados para tratar diabete e TDAH, mas também auxiliam no emagrecimento
ENGANOSO: Enchente em São Leopoldo (RS) não foi causada por rompimento de barragem

ENGANOSO: Enchente em São Leopoldo (RS) não foi causada por rompimento de barragem

Confira a verificação realizada pelos jornalistas integrantes do Projeto Comprova
Brasil Agora: Professores das universidades federais encerram greve após 69 dias

Brasil Agora: Professores das universidades federais encerram greve após 69 dias

Confira essas e outras notícias que serão destaque nesta segunda-feira (24)
INSS libera benefícios para segurados que recebem até um salário mínimo; veja como consultar

INSS libera benefícios para segurados que recebem até um salário mínimo; veja como consultar

Pagamentos serão feitos conforme o número final do cartão de pagamento; moradores do RS terão depósitos antecipados
No dia de São João, governo reconhece quadrilhas como manifestação da cultura nacional

No dia de São João, governo reconhece quadrilhas como manifestação da cultura nacional

Dança típica foi considerada relevante para a identificação regional nas apresentações juninas
"Pausas táticas não aliviam situação humanitária em Gaza", diz OMS

"Pausas táticas não aliviam situação humanitária em Gaza", diz OMS

Combates paralelos e contínuo deslocamento forçado de civis dificultam a entrega de ajuda na região
Intenção de consumo das famílias cresce 0,5% em junho e mantém índice positivo

Intenção de consumo das famílias cresce 0,5% em junho e mantém índice positivo

Resultado foi influenciado pelo acesso ao crédito e pelo aquecimento do mercado de trabalho
Brasil ultrapassa marca de 6 milhões de casos de dengue em 2024

Brasil ultrapassa marca de 6 milhões de casos de dengue em 2024

SP e MG seguem liderando ranking de infecções; número de mortes confirmadas chega a 4 mil
Ataques contra igrejas e sinagogas deixam mais de 15 mortos na Rússia

Ataques contra igrejas e sinagogas deixam mais de 15 mortos na Rússia

Homens armados invadiram os locais na tarde de domingo (23); autoridades investigam o caso
Caixa libera Bolsa Família de junho para beneficiários com NIS final 6

Caixa libera Bolsa Família de junho para beneficiários com NIS final 6

Valor pode ser sacado em agências bancárias ou movimentado virtualmente; calendário também conta com Auxílio Gás
Publicidade
Publicidade