Publicidade

Otan: adesão de Finlândia e Suécia deixa fronteira russa mais vulnerável

Rússia iniciou guerra sob discurso de proteger fronteiras e agora assiste à expansão da Otan

Otan: adesão de Finlândia e Suécia deixa fronteira russa mais vulnerável
Secretário-geral da Otan, Jens Stoltenberg, com representantes da Suécia e Finlândia
Publicidade

Ao invadir a Ucrânia, a Rússia tinha alguns objetivos principais: barrar uma possível adesão do país vizinho à Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), o reconhecimento das regiões separatistas de Donbass, e estabelecer um corredor terrestre para conectar a Rússia à Crimeia, península que anexou em 2014 . Prestes a completar três meses de guerra, Moscou parece estar longe de seus objetivos.

+ Leia as últimas notícias sobre a guerra na Ucrânia

Ainda que tenha conquistado Kherson, no sul da Ucrânia, e esteja próxima de conseguir a cidade portuária de Mariupol, a invasão russa gerou uma resposta mundial bastante custosa ao Kremlin. Alvo de sanções econômicas, Putin também assiste ao fortalecimento da aliança militar intergovernamental, e o alinhamento de países próximos de sua fronteira com o Ocidente, como Suécia e Finlândia, que romperam com décadas de neutralidade. 

Se a aliança militar intercontinental de 30 países concordar com a adesão dos países nórdicos, a Rússia terá suas fronteiras ainda mais desguarnecidas, como explica o professor de Relações Internacionais da ESPM Leonardo Trevisan.

"O principal motivo pelo qual a Rússia invadiu a Ucrânia era uma busca por fronteiras mais seguras. O que está acontecendo, e é preciso entender isso, é que os países da Otan tinham com a Rússia uma fronteira terrestre de 1.200 km, compostas pelas três repúblicas bálticas -- Letônia, Lituânia e Estônia --, mais um pedacinho da Noruega, e uma parte maior, de uns 200 km, com a Polônia, então era 1.200 km, só que, a fronteira, só a fronteira da Finlândia com a Rússia dobra isso para mais 1.300 km. Então, a Rússia fica numa situação difícil em relação à sua proteção, porque a Otan vai ficar muito mais próxima com essas fronteiras do que estava antes da guerra com a Ucrânia."

Em um revés não antecipado por Moscou, a invasão russa à Ucrânia acabou por fortalecer a aliança militar. Se aceitas, a adesão da Finlândia e Suécia representaria a expansão mais significativa da Otan em décadas.

O Kremlin sabe disso e já avisou que sua resposta será proporcional à ameaça. Na 6ª feira (20.mai), em entrevista à agência de notícias russa Interfax, o ministro da Defesa russo, Sergei Shoigu, afirmou que o pedido de adesão da Suécia e da Finlândia na 4ª feira (18.mai) levou a um aumento nas ameaças militares perto da fronteira, e por isso a Rússia formaria 12 novas unidades militares no distrito militar ocidental.

"A tensão continua a crescer na zona de responsabilidade do Distrito Militar Ocidental. Estamos tomando as contramedidas adequadas", disse Shoigu.

Turquia

A adesão, no entanto, enfrenta a resistência da Turquia. O país afirmou mais de uma vez que não permitirá o ingresso dos países na aliança. E sem o voto do país euro-asiático, as discussões voltam à estaca zero.  

"A Turquia percebe que a Suécia dá guarida, dá acolhimento, dá asilo a opositores do governo turco. Então, considera que a Suécia está acolhendo inimigos da Turquia. É possível, sim, que a Turquia negue. E, neste caso, tudo volta ao que era antes, à estaca zero. Nem a Finlândia nem a Suécia podem entrar na Otan com o voto contrário de qualquer um dos seus membros. Basta um deles. Neste caso a Turquia", explicou o especialista. 

O presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, acusa a Suécia de ter negado a extradição de 30 membros do Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK), grupo que trava uma insurgência contra a Turquia desde 1984, em um conflito que já deixou dezenas de milhares de mortos. "A expansão da Otan só é significativa para nós na proporção do respeito que será demonstrado às nossas sensibilidades", afirmou o chefe de Estado em discurso aos legisladores de seu partido governista AK, na 4ª feira (18.mai).

Estados Unidos, União Europeia, e o secretário-geral da Otan, entretanto, apoiaram a candidatura dos países e afirmam que vão se esforçar para acelerar o processo de adesão.

O professor alerta que o aval turco deve acontecer somente após negociações e possíveis concessões, que podem custar caro à Suécia. "A Turquia vai cobrar muito caro para mudar de ideia. Vai querer que os opositores que a Suécia acolheu sejam devolvidos à Turquia, e aí a Suécia vai ficar numa situação muito chata."

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

sbtnews
portalnews
guerra_na_ucrania
guerra-na-ucrania
giovanna colossi
turquia
suécia
finlândia

Últimas notícias

Eduardo Campos vai receber título de cidadão paulistano 10 anos após a morte

Eduardo Campos vai receber título de cidadão paulistano 10 anos após a morte

Prefeito de Recife, João Campos representará o pai na cerimônia
Suspeito morre após troca de tiros com a polícia na zona sul de São Paulo

Suspeito morre após troca de tiros com a polícia na zona sul de São Paulo

Policiais do GOE afirmam que realizavam patrulhamento na região, quando foram recebidos por disparos de arma de fogo
Brasil busca recorde de pódios nas Olimpíadas de Paris

Brasil busca recorde de pódios nas Olimpíadas de Paris

Rayssa Leal, Rebeca Andrade, Gabriel Medina e outros atletas podem contribuir para o país a garantir ainda mais medalhas na competição
Vídeo: Parque de Yellowstone nos EUA tem explosão hidrotérmica; entenda

Vídeo: Parque de Yellowstone nos EUA tem explosão hidrotérmica; entenda

Apesar do susto, não houve relatos de feridos no parque, que foi fechado temporariamente
Programa Voa Brasil será lançado nesta quarta, com foco em aposentados do INSS

Programa Voa Brasil será lançado nesta quarta, com foco em aposentados do INSS

Objetivo é oferecer passagens por até R$ 200 cada trecho para “público que atualmente não voa”
Ministério da Justiça arquiva investigação contra Netflix por cobrar por assinante extra

Ministério da Justiça arquiva investigação contra Netflix por cobrar por assinante extra

Secretaria Nacional do Consumidor considerou que os clientes foram devidamente informados sobre cobrança adicional para dividir senha
Agente da Força Nacional é baleado após entrar por engano em comunidade no Rio

Agente da Força Nacional é baleado após entrar por engano em comunidade no Rio

Washington Carlos foi atingido na cabeça na comunidade de Vigário Geral, na zona norte
Boulos diz que Nunes o chamou de "vagabundo" para "agradar padrinho Bolsonaro"

Boulos diz que Nunes o chamou de "vagabundo" para "agradar padrinho Bolsonaro"

Falas do prefeito aconteceram durante convenção do PL que confirmou indicação de coronel da Rota como vice na chapa que busca a reeleição
Justiça extingue ação que contestava escolas cívico-militares em São Paulo

Justiça extingue ação que contestava escolas cívico-militares em São Paulo

Ministério Público e Defensoria Pública alegaram irregularidades em resolução da Secretaria de Educação
Oi, Vivo e TIM são multadas pelo Ministério da Justiça por propaganda enganosa sobre 5G

Oi, Vivo e TIM são multadas pelo Ministério da Justiça por propaganda enganosa sobre 5G

Multas somam quase R$ 5 milhões
Publicidade
Publicidade