Publicidade

Polícia prende um dos maiores divulgadores de pornografia infantil do país

Suspeita é que, além de distribuir, o homem estaria produzindo os vídeos

Polícia prende um dos maiores divulgadores de pornografia infantil do país
Publicidade

A polícia de São Paulo prendeu, nesta 4ª feira (23.mar), um homem apontado como um dos maiores divulgadores de pornografia infantil do Brasil. A suspeita é que, além de distribuir, ele estaria produzindo os vídeos. 

+ Leia as últimas notícias no portal SBT News

Salomão Calixto Pereira, um pedreiro de 50 anos, foi preso em flagrante em uma casa dentro de uma das maiores favelas de São Paulo. Fotos de crianças e adolescentes sem roupas e vídeos de cenas de sexo desses menores com adultos estavam nos computadores, apreendidos junto com máquinas fotográficas e pen drives.  

Laércio Deleviva Filho, delegado da divisão de crimes cibernéticos do Deic (Departamento Estadual de Investigações Criminais), afirma que "ele é um dos dez ou cinco maiores procurados pelo Ministério da Justiça, responsável de compartilhar um número altíssimo de arquivos envolvendo pedofilia infantil, cerca de mais de 20 mil arquivos". 

A polícia já pediu a prisão preventiva do acusado e quer garantir que ele fique preso durante a investigação. O delegado ainda conta que ele estaria produzindo, em um estúdio próprio, imagens contendo pornografia infantil. 

"As análises e os exames periciais irão demonstrar isso", disse Láercio. 

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

policia
prende
maior
divulgador
pornografia
infantil
brasil
sbtnews
portalnews
sbt-brasil
saopaulo

Últimas notícias

Ataque russo atinge prédio residencial e deixa 10 mortos na Ucrânia

Ataque russo atinge prédio residencial e deixa 10 mortos na Ucrânia

Presidente Volodymyr Zelensky voltou a apelar pelo envio de sistemas de defesa aérea
Laudo diz que mulher acusada de envenenar parentes tinha “total consciência” de atos

Laudo diz que mulher acusada de envenenar parentes tinha “total consciência” de atos

Amanda Partata ofereceu alimentos envenenados a quatro pessoas e duas morreram; crime foi registrado em Goiânia, em dezembro do ano passado
Boulos recebe dois milhões de interações nas redes, ganhando de Tabata e Nunes

Boulos recebe dois milhões de interações nas redes, ganhando de Tabata e Nunes

No intervalo de 30 dias, o prefeito de São Paulo conseguiu 170 mil interações; militância de Bolsonaro ainda não aderiu a Nunes
FALSO: É falso que Lula tenha inaugurado obra da transposição do São Francisco já inaugurada por Bolsonaro

FALSO: É falso que Lula tenha inaugurado obra da transposição do São Francisco já inaugurada por Bolsonaro

Confira a verificação realizada pelos jornalistas integrantes do Projeto Comprova
Mega-Sena acumula pela oitava vez e prêmio vai a R$ 72 milhões

Mega-Sena acumula pela oitava vez e prêmio vai a R$ 72 milhões

Apostas para o próximo concurso podem ser feitas até as 19h00 de quinta-feira (18)
Greve em universidades: governo espera chegar a acordo com professores na sexta-feira (19)

Greve em universidades: governo espera chegar a acordo com professores na sexta-feira (19)

Categoria reivindica reestruturação de carreira e recomposição salarial
Pagodeiro "proibidão" era "empresário" dos negócios ligados ao PCC, diz MP

Pagodeiro "proibidão" era "empresário" dos negócios ligados ao PCC, diz MP

Latrell Brito usava empresas dele e de laranjas para simular concorrência em contratações de prefeituras alvos da Operação Munditia
Brasil Agora: Lula na Colômbia, PEC antidrogas e cadáver em agência bancária

Brasil Agora: Lula na Colômbia, PEC antidrogas e cadáver em agência bancária

Confira essas e outras notícias que serão destaque nesta quarta-feira (16)
Tribunal define primeiros jurados para julgamento de Trump em NY

Tribunal define primeiros jurados para julgamento de Trump em NY

Ex-presidente dos EUA é acusado de subornar atriz pornô durante período eleitoral; júri será composto por 12 pessoas
Musk x Moraes: STF autoriza depoimentos de representantes do X no Brasil

Musk x Moraes: STF autoriza depoimentos de representantes do X no Brasil

Decisão faz parte do inquérito que investiga empresário por suposta obstrução de Justiça e incitação ao crime
Publicidade
Publicidade