Publicidade

Estradas federais vão ter mais pontos de descanso a partir de 2025

Segundo Ministério dos Transportes, medida busca reduzir número de acidentes nas rodovias

Estradas federais vão ter mais pontos de descanso a partir de 2025
Veículos passando por via (Antonio Cruz/Agência Brasil)
Publicidade

Estradas federais receberão pontos de parada e descanso a partir de 2025. Esse tipo de instalação deverá ser prevista nos contratos e projetos de concessão das rodovias.

Segundo o Ministério dos Transportes, ao garantir as condições adequadas de repouso para os condutores, a medida busca ampliar a segurança e reduzir o número de acidentes nas rodovias.

Dados da Confederação Nacional do Transporte mostram que, até 2023, já existiam 155 paradas em funcionamento nas rodovias federais. Dessas, 108 em estradas administradas pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT). Outras 47 estavam sob concessão da iniciativa privada.

No caso das estradas geridas pelo DNIT, foi determinado um estudo para identificar os pontos que necessitam receber o serviço. Os corredores logísticos terão prioridade, já que o tráfico de veículos nessas vias é maior.

Os pontos de descanso, por sua vez, terão que ter as condições mínimas de segurança sanitária e conforto, como instalações com rede de iluminação, estacionamento, ambiente de refeições, água potável, banheiros separados por sexo, entre outros.

Quando houver cobrança para permanência dos veículos, os locais de espera, repouso e descanso deverão ser cercados e o controle de acesso e permanência será realizado pelo operador do serviço.

*Com informações da Agência Brasil

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

Brasil
Carro
Transporte
Rodovia
Estrada

Últimas notícias

Passageiro de carro envolvido em acidente em SP comprou três garrafas de bebida em bar

Passageiro de carro envolvido em acidente em SP comprou três garrafas de bebida em bar

Comanda do bar mostra que Felipe Gambeta Malheiro, que inicialmente se apresentou como condutor do veículo, comprou duas garrafas de vodka e uma de licor
Vídeo: Idoso de 84 anos é agredido por homem na zona sul de São Paulo

Vídeo: Idoso de 84 anos é agredido por homem na zona sul de São Paulo

Imagens de câmeras de segurança mostram o momento da discussão e das agressões
Ramagem deixa a Polícia Federal após seis horas de depoimento sobre "Abin paralela"

Ramagem deixa a Polícia Federal após seis horas de depoimento sobre "Abin paralela"

Ex-diretor da Abin é apontado com um dos supostos chefes do núcleo político montado na agência para espionar ilegalmente desafetos do governo Bolsonaro
Procurador de Minas Gerais pede desculpas em vídeo por agressão a funcionária em cinema

Procurador de Minas Gerais pede desculpas em vídeo por agressão a funcionária em cinema

A gravação é parte de um acordo extrajudicial firmado entre o agressor e a vítima, de 25 anos
Lula se reúne com INSS e PF para tratar de ‘pente-fino’ nos benefícios sociais

Lula se reúne com INSS e PF para tratar de ‘pente-fino’ nos benefícios sociais

Encontro será realizado nesta quinta-feira (18), às 9h30, e terá ainda a presença de seis ministros
Senado aprova uso de vale-cultura para pagar ingressos esportivos

Senado aprova uso de vale-cultura para pagar ingressos esportivos

Projeto permite novo fim para benefício de R$ 50 a trabalhadores que ganham até cinco salários mínimos
Rei Charles III realiza o tradicional discurso no Parlamento

Rei Charles III realiza o tradicional discurso no Parlamento

Monarca leu as principais propostas redigidas pelo novo governo trabalhista
TSE vai enviar representantes para acompanhar eleições na Venezuela

TSE vai enviar representantes para acompanhar eleições na Venezuela

Pleito presidencial acontece no dia 28 de julho e é alvo de preocupação do Brasil
Para analista político, eleitor de Bolsonaro não vê Ramagem como traidor

Para analista político, eleitor de Bolsonaro não vê Ramagem como traidor

Aryell Calmon falou ao Poder Expresso sobre o apoio bolsonarista ao candidato à prefeitura do Rio de Janeiro (RJ). Deputado gravou conversa com ex-presidente
Dólar fecha em alta de 1,02% com impacto de falas de Lula e juros nos EUA

Dólar fecha em alta de 1,02% com impacto de falas de Lula e juros nos EUA

Moeda americana encerrou o pregão desta quarta-feira (17) cotada a R$ 5,48
Publicidade
Publicidade