Publicidade

Estudo mostra que 36 pessoas morreram em ataques violentos a escolas desde 2002

Segundo pesquisa da Unicamp das 23 escolas atacadas nos últimos 20 anos, 82% são da rede pública

Estudo mostra que 36 pessoas morreram em ataques violentos a escolas desde 2002
Estudo mostra que Brasil teve pelo menos 23 ataques violentos a escolas desde 2002
Publicidade

Uma pesquisa da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) mostrou que, desde 2002, 36 pessoas morreram em ataques de violência extrema ocorridos em 23 escolas brasileiras. As ações foram praticadas por alunos e ex-alunos, segundo o levantamento. O ataque mais recente ocorreu nesta 2ª feira (27.mar), quando um adolescente de 13 anos, armado com uma faca, matou uma professora de 71 anos e feriu outras cinco vítimas em uma instituição de ensino da cidade de São Paulo.

+ Leia as últimas notícias no portal SBT News

De acordo com o estudo, entre os mortos estavam 24 estudantes, 5 professores, 2 profissionais de educação e outros 5 eram os próprios atiradores, que se suicidaram após cometerem os crimes.

Um dado que chama atenção, especialmente para nortear as políticas públicas de educação e de segurança, é que 82% dos colégios alvos dos ataques eram instituições públicas. Os crimes ocorreram em 12 escolas estaduais e 7 municipais, sendo uma cívico-militar. Outros 4 ataques ocorreram em instituições de ensino particulares. 

Dos autores dos ataques, o de idade avançada tinha 25 anos e era ex-aluno, já o mais jovem tinha apenas 10 anos. A arma de fogo foi utilizada por 12 indivíduos, sendo que seis tinham acesso às armas dentro de suas casas, 4 compraram de terceiros e outros dois não informaram a origem dos armamentos.

O estudo foi feito por Telma Vinha e Cleo Garcia, professora e mestranda da Faculdade de Educação da Unicamp, e não considerou os ataques que foram desbaratados antes de ocorrerem, os protagonizados por adultos, e aqueles que aconteceram sem planejamentos prévios, como em caso de brigas entre estudantes.

De 2002 para cá, o caso mais grave envolvendo ataques em escolas foi em Realengo, no Rio de Janeiro, onde 13 pessoas foram mortas no ano de 2011. O segundo foi em Suzano, em São Paulo, com nove fatalidades em 2019.

Dos 23 ataques, sete aconteceram do segundo semestre de 2022 até hoje. Ou seja, mais de 30% dos ataques aconteceram em menos de um ano.

*Estagiário sob supervisão de Roseann Kennedy.

Confira o estudo:

+ SP decreta luto oficial de 3 dias pela morte de professora em ataque a escola

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

portalnews
sbtnews
ataque escolas
escolas
educação
violência
unicamp
violência escolas
realengo
suzano

Últimas notícias

Quina de São João: veja números sorteados para prêmio de R$ 229 milhões

Quina de São João: veja números sorteados para prêmio de R$ 229 milhões

Como é um concurso especial, a Quina de São João não acumula
São João na Bahia: período junino deve injetar cerca de R$ 2 bilhões no estado

São João na Bahia: período junino deve injetar cerca de R$ 2 bilhões no estado

Cidades como Amargosa, Cruz das Almas, Senhor do Bonfim e Santo Antônio de Jesus se transformam em verdadeiros polos de celebração
56 pessoas foram vítimas de bala perdida em 2024 no RJ, diz pesquisa

56 pessoas foram vítimas de bala perdida em 2024 no RJ, diz pesquisa

Das vítimas, 16 morreram e 40 ficaram feridas; esta semana foi o recorde de balas perdidas no período: 8 pessoas foram atingidas e 4 morreram
Mortes no Ceará: estado é segundo governado pelo PT no Nordeste a enfrentar crise de segurança

Mortes no Ceará: estado é segundo governado pelo PT no Nordeste a enfrentar crise de segurança

12 pessoas foram assassinadas em menos de 24 horas em chacina no interior e em ataques na capital. Governador fala em reação do crime organizado
Fortaleza registra 21 mortes em meio à onda de violência que atinge a cidade

Fortaleza registra 21 mortes em meio à onda de violência que atinge a cidade

Nove crianças e adolescentes, com idades de 8 a 16 anos, foram baleados durante um ataque a tiros em um campo de futebol na noite desta sexta-feira (21)
Nefo, morto no presídio em SP, prestava contas de atentados a comando do PCC na Bolívia

Nefo, morto no presídio em SP, prestava contas de atentados a comando do PCC na Bolívia

Chefe de plano contra Moro interrompido pela PF trocou 135 mensagens com três terminais bolivianos, em menos de um mês; fazendas de coca seriam QG da facção
Sobe para 8 número de vítimas de chacina em praça no Ceará

Sobe para 8 número de vítimas de chacina em praça no Ceará

Um carro e várias motos abriram fogo contra grupo na praça da matriz de Viçosa
Jovem de 20 anos desaparecido no DF é encontrado morto

Jovem de 20 anos desaparecido no DF é encontrado morto

Policiais civis localizaram o corpo de Yoshinori Kubota Lima no Guará. Ele estava desaparecido há 3 dias
Polícia investiga sumiço de adolescente grávida no Paraná

Polícia investiga sumiço de adolescente grávida no Paraná

Isis Victória Mizerski, de 17 anos, está desaparecida desde 6 de junho; suspeito já foi flagrado agredindo mulheres
Polícia do Rio prende em flagrante assaltante armado em hotel de luxo, em Ipanema

Polícia do Rio prende em flagrante assaltante armado em hotel de luxo, em Ipanema

Homem foi detido pela PM e chegou a fazer funcionário de refém, antes de se entregar
Publicidade
Publicidade