Publicidade

Polícia do DF prende suspeitos de chefiar quadrilha que realizava falsos sequestros

Segundo as investigações, o grupo atuava em 15 estados

Polícia do DF prende suspeitos de chefiar quadrilha que realizava falsos sequestros
Os autores irão responder pelos crimes de extorsão, organização criminosa e lavagem de capitais, podendo ser condenados a até 31 anos de prisão - Polícia Civil do DF / Reprodução
Publicidade

Uma operação conjunta entre as polícias do Distrito Federal, Rio de Janeiro e Santa Catarina prendeu, nesta quinta-feira (20), dois chefes de uma quadrilha especializada em aplicar o golpe do "falso sequestro". Segundo a polícia, um terceiro está foragido.

De acordo com as investigações, os golpistas atuavam em diversos locais do país. Eles ligavam para a vítima dizendo que alguém de sua família estava sequestrado e que só seria libertado em troca de dinheiro, joias ou cartões bancários.

As ligações eram feitas do Rio de Janeiro, e a quadrilha tinha cúmplices em 15 estados para buscar os resgates. Ainda conforme as investigações, o grupo era chefiado por três pessoas com conhecimento em informática. Eles eram responsáveis pela compra de dados de potenciais vítimas em "painéis" disponíveis na internet e depois repassavam os dados para outros integrantes.

Ao todo, 10 criminosos do grupo já foram identificados. Os autores irão responder pelos crimes de extorsão, organização criminosa e lavagem de capitais, podendo ser condenados a até 31 anos de prisão.

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

Crime
Sequestro
Quadrilha
Golpe

Últimas notícias

Vídeo: Nego Di chega algemado ao Palácio da Polícia em Porto Alegre após ser preso por estelionato

Vídeo: Nego Di chega algemado ao Palácio da Polícia em Porto Alegre após ser preso por estelionato

Ele é suspeito de aplicar um golpe de rifa virtual que causou prejuízo de R$ 5 milhões a clientes
Após identificar atirador, FBI busca informações sobre a motivação do atentado contra Trump

Após identificar atirador, FBI busca informações sobre a motivação do atentado contra Trump

O diretor da polícia dos Estados Unidos declarou que as autoridades “não deixarão pedra sobre pedra” na investigação sobre a tentativa de assassinato
Jornalismo ambiental e de dados e pautas sociais foram destaques no Congresso da Abraji

Jornalismo ambiental e de dados e pautas sociais foram destaques no Congresso da Abraji

19º Congresso Internacional de Jornalismo Investigativo terminou neste domingo (14), em São Paulo
Vítima de atentado contra Trump morreu tentando proteger sua família

Vítima de atentado contra Trump morreu tentando proteger sua família

Corey Comperatore, de 50 anos, era bombeiro e tinha duas filhas. Ele morreu pelos disparos de Thomas Crooks. Outros dois homens foram feridos gravemente
Lula lamenta morte do pai do ex-governador do Rio Sergio Cabral

Lula lamenta morte do pai do ex-governador do Rio Sergio Cabral

Em nota de pesar, o presidente da República ressaltou, entre outros atributos, a “irreverência” na carreira do jornalista, que faleceu aos 87 anos
Atentado a Trump eleva valor do bitcoin, que supera o patamar de US$ 60 mil

Atentado a Trump eleva valor do bitcoin, que supera o patamar de US$ 60 mil

Segundo analistas, chance de retorno do ex-presidente ao poder aumentou, e ele é a favor da desregulamentação do mercado financeiro
Responsável por atentado contra Trump agiu sozinho, afirma FBI

Responsável por atentado contra Trump agiu sozinho, afirma FBI

Thomas Matthew Crooks, de 20 anos, foi o atirador que tentou assassinar Donald Trump
Presidente da Itália, Sergio Mattarella, chega ao Brasil neste domingo

Presidente da Itália, Sergio Mattarella, chega ao Brasil neste domingo

Esta é a primeira visita de um chefe de Estado italiano ao país em 24 anos
Romildo Magalhães, ex-governador do Acre, morre aos 78 anos

Romildo Magalhães, ex-governador do Acre, morre aos 78 anos

O político faleceu na tarde deste domingo (14) em decorrência de complicações da diabetes
Biden diz que investigadores terão todos recursos para apurar atentado contra Trump

Biden diz que investigadores terão todos recursos para apurar atentado contra Trump

"Deixem o FBI fazer o seu trabalho", diz presidente dos EUA. Segurança de convenção republicana será reforçada
Publicidade
Publicidade