Publicidade

População global deve atingir pico de 8,5 bilhões de pessoas até 2050

Contrariando estimativas da ONU, relatório prevê uma queda populacional acentuada, na virada do século

População global deve atingir pico de 8,5 bilhões de pessoas até 2050
pessoas atravessando a rua
Publicidade

Um relatório divulgado nesta 2ª feira (27.mar) pelo coletivo de pesquisadores 'Earth4All' - uma das principais instituições de ciências econômicas e ambientais da atualidade - indica que a população global deve atingir o pico de 8,5 bilhões de pessoas, até 2050, e depois, iniciar um movimento de queda.

+ Leia as últimas notícias no portal SBT News

A projeção contraria estimativas da Organização das Nações Unidas (ONU), que apontava para uma "explosão" populacional, na virada do século 21. De acordo com os autores do estudo, a redução populacional pode ser ainda mais acentuada se houver um "salto gigante" no investimento em políticas para o desenvolvimento econômico e redução da pobreza, e para promoção de saúde e educação.

"Mesmo que os números não sejam tão assustadores quanto algumas previsões mais antigas, isso não significa que não tenhamos problemas", alerta o coautor do estudo Beniamino Callegari.

No documento 'People and Planet: 21st Century Sustainable Population Scenarios and Possible Living Standards Within Planetary Boundaries' - "Pessoas e Planeta: Cenários Populacionais Sustentáveis do Século 21 e Possíveis Padrões de Vida Dentro das Fronteiras Planetárias", em tradução livre -, os pesquisadores avaliam dois possíveis cenários.

No primeiro, o 'Too Little Too Late' - "Muito Pouco Muito Tarde", em tradução livre - o grupo considera um cenário no qual o mundo continuaria a se desenvolver, economicamente, de forma semelhante aos últimos 50 anos, resultando na redução da pobreza extrema em boa parte dos países mais vulneráveis. Neste caso, a estimativa do relatório é de que a população global atinja um pico de 8,6 bilhões de pessoas, em 2050, antes de cair para 7 bilhões, em 2100.

Já no segundo cenário, batizado de 'Giant Leap' - "Salto Gigante", em tradução livre -, os pesquisadores consideram um cenário no qual governos e autoridades realizam "investimentos sem precedentes" na redução da pobreza, particularmente em setores como saúde e educação. O coletivo também cita a concretização de "extraordinárias reviravoltas políticas em matéria de segurança alimentar e energética, desigualdade e igualdade de gênero", como aspectos que influenciariam no declínio populacional.

Mediante estes fatores, a expectativa é de que, em uma geração, isto é, até 2060, a pobreza extrema seja completamente eliminada do mundo, o que resultaria em um pico de 8,5 bilhões de pessoas, por volta de 2040, e uma queda para cerca de 6 bilhões, até o final do século.

"Sabemos que o rápido desenvolvimento econômico, em países de abaixa renda, tem um enorme impacto nas taxas de fertilidade. As taxas de fertilidade caem à medida que as meninas têm acesso à educação, e as mulheres são economicamente empoderadas e têm acesso a melhores cuidados de saúde", explica um dos autores do estudo e líder do 'Earth4All', Per Espen Stoknes.

A análise levou em consideração dados socio-econômicos de 10 regiões do mundo, como a África Subsaariana, a China e os Estados Unidos, além da conexão entre a população e a superação dos "limites planetários", como as mudanças climáticas e a redução de recursos naturais.

"O principal problema da humanidade é o consumo de carbono e a biosfera de luxo, não a população. Os lugares onde a população está aumentando mais rapidamente têm pegadas ambientais extremamente pequenas, por pessoa, em comparação com os lugares que atingiram o pico populacional há muitas décadas", observa um dos pesquisadores da 'Earth4All', Jorgen Randers, ponderando que a "desestabilização do planeta" é provocada pelo consumo dos 10% mais ricos do mundo.

Ainda segundo Randers, toda a população global poderia alcançar condições de vida superiores ao nível mínimo estabelecido pela ONU, e até mesmo escapar da pobreza extrema, sem a necessidade de mudanças significativas nas tendências atuais de desenvolvimento econômico. No entanto, para atingir esse objetivo, seria necessária uma distribuição igualitária de recursos. "Uma boa vida para todos só é possível se o uso extremo de recursos da elite rica for reduzido", ele acrescenta.

"Isso nos dá evidências para acreditar que a bomba populacional não vai explodir, mas ainda enfrentamos desafios significativos do ponto de vista ambiental. Precisamos de grande esforço para enfrentar o atual paradigma de desenvolvimento de superconsumo e superprodução, que são problemas maiores do que a população", concluem os pesquisadores da 'Earth4All', no relatório. 

O relatório 'People and Planet: 21st Century Sustainable Population Scenarios and Possible Living Standards Within Planetary Boundaries' na íntegra está disponível no site na 'Earth4All'.

Leia também:

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

portalnews
sbtnews
mundo
população global
crescimento populacional
crescimento demográfico
bomba populacional
taxa de natalidade
taxa de fertilidade
desenvolvimento econômico
pobreza extrema
redução da pobreza
earth4all
people and planet
virada do sé

Últimas notícias

Baggio é agredido com coronhada durante assalto: "Agora é superar o medo"

Baggio é agredido com coronhada durante assalto: "Agora é superar o medo"

Ex-jogador italiano teve casa invadida por ladrões, que levaram joias e dinheiro, durante confronto entre Espanha e Itália, pela Eurocopa
Morre Celeste Arantes, mãe de Pelé, aos 101 anos

Morre Celeste Arantes, mãe de Pelé, aos 101 anos

Ela estava internada há oito dias em um hospital de Santos e a causa da morte não foi divulgada
Vídeo: miliciano morre após carro ser metralhado em Queimados (RJ)

Vídeo: miliciano morre após carro ser metralhado em Queimados (RJ)

Caso aconteceu nesta sexta-feira (21); um homem que também estava no veículo conseguiu fugir
Justiça Eleitoral condena Lula e Boulos por pedido de votos no 1º de Maio

Justiça Eleitoral condena Lula e Boulos por pedido de votos no 1º de Maio

Presidente terá que pagar R$ 20 mil; deputado federal foi condenado em R$ 15 mil; políticos podem recorrer
Programa para desenvolver chips e semicondutores no Brasil é aprovado na Câmara

Programa para desenvolver chips e semicondutores no Brasil é aprovado na Câmara

Brasil Semicon visa aumentar investimentos com linhas de financiamento e incentivos para o setor de semicondutores e tecnologia da informação
Primeiro filhote de baleia-franca de 2024 é avistado no Sul do Brasil; veja vídeo

Primeiro filhote de baleia-franca de 2024 é avistado no Sul do Brasil; veja vídeo

Registro do bebê baleia e sua mãe foi feito em Santa Catarina, por uma equipe de pesquisadores do ProFRANCA
Policial militar e outros quatro homens são presos suspeitos de praticar golpe do FGTS no Rio

Policial militar e outros quatro homens são presos suspeitos de praticar golpe do FGTS no Rio

Segundo o Ministério público, o PM Gustavo de Oliveira Piau é o líder da organização criminosa que tinha idosos como principais alvos
Vídeo: simulação de incêndio com fumaça no Congresso Nacional chama atenção em Brasília

Vídeo: simulação de incêndio com fumaça no Congresso Nacional chama atenção em Brasília

Exercício será repetido às 15h, segundo assessoria do presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG)
Cariúcha passa por cirurgia de emergência após miomatose uterina; o que é?

Cariúcha passa por cirurgia de emergência após miomatose uterina; o que é?

Apresentadora teve hemorragia causada pela condição, que pode aparecer durante a vida reprodutiva da mulher
Empresária denuncia agressão de ex e descobre que foi denunciada pelo homem

Empresária denuncia agressão de ex e descobre que foi denunciada pelo homem

Ex-marido assumiu agressões em mensagens enviadas à vítima; caso foi registrado em Goiânia
Publicidade
Publicidade