Publicidade

Procurador especial vai investigar manuseio de documentos sigilosos por Biden

Robert Hur foi nomeado pelo procurador-geral dos EUA, Merrick Garland, após a descoberta de papéis classificados na casa e escritório do presidente

Procurador especial vai investigar manuseio de documentos sigilosos por Biden
Procurador-geral dos EUA, Merrick Garland
Publicidade

O procurador-geral dos Estados Unidos, Merrick Garland, nomeou nesta 5ª feira (12.jan) o procurador especial Robert Hur para liderar as investigações sobre a descoberta de documentos confidenciais da gestão Obama na posse do presidente Joe Biden.

+ Leia as últimas notícias no portal SBT News

O anúncio do Departamento de Justiça acontece horas depois de a Casa Branca revelar que uma nova leva de papéis confidenciais foi encontrada na casa do presidente, em Delaware. No início dessa semana, o governo já havia admitido que o Departamento de Justiça estava revisando documentos sigilosos da administração Obama, da qual Biden foi vice, encontrados em um think tank do presidente, em Washington. 

+ Documentos confidenciais são encontrados em antigo escritório de Biden

Hur, que atuou como procurador em Maryland durante o governo Trump, irá investigar se houve qualquer remoção ou retenção não autorizada de documentos secretos e poderá processar quaisquer crimes decorrentes da investigação. 

Para Biden, a revelação é grave porque a legislação norte-americana prevê que qualquer documento do tipo devem ser enviados para a Administração Nacional de Arquivos e Registros logo após o fim do mandato e também porque pode provocar uma grande dor de cabeça política para o presidente, que foi um crítico assíduo do ex-presidente Donald Trump e o chamou de "irresponsável" por manter centenas de arquivos confidenciais ou presidenciais em seu clube privado em Mar-a-Lago, na Flórida.

+ Novo lote de documentos confidenciais são descobertos com Biden 

Hur, que atuou como procurador em Maryland durante o governo Trump, irá investigar se houve qualquer remoção ou retenção não autorizada de documentos secretos e poderá processar quaisquer crimes decorrentes da investigação. 

À imprensa, o advogado e assessor especial do presidente, Richard Sauber, afirmou estar cooperando com o Departamento de Justiça e que continuará "essa cooperação com o procurador especial". 

"Estamos confiantes de que uma revisão completa mostrará que esses documentos foram extraviados inadvertidamente, e o presidente e seus advogados agiram prontamente ao descobrir esse erro.", afirmou. 

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

sbtnews
portalnews
mundo
estados unidos
joe biden
procurador
investigação
documentos
confidenciais
presidente

Últimas notícias

Brasil Agora: STF prorroga até setembro prazo de suspensão da desoneração da folha

Brasil Agora: STF prorroga até setembro prazo de suspensão da desoneração da folha

Confira essas e outras notícias que serão destaque nesta quarta-feira (17)
+Milionária sorteia prêmio de R$ 245 milhões nesta quarta-feira (17)

+Milionária sorteia prêmio de R$ 245 milhões nesta quarta-feira (17)

Apostas podem ser feitas até as 19h em casas lotéricas ou pela internet
Hóspedes são encontrados mortos em hotel 5 estrelas na Tailândia

Hóspedes são encontrados mortos em hotel 5 estrelas na Tailândia

Polícia aponta para envenenamento com cianeto; corpos são de cidadãos vietnamitas
Carpinteiro atingido por estaca de madeira na cabeça deixa o CTI

Carpinteiro atingido por estaca de madeira na cabeça deixa o CTI

Vitor Soares do Nascimento precisou passar por cirurgia de emergência para retirada do objeto; quadro de saúde é estável
Com R$ 362 milhões, "Divertida Mente 2" se torna maior arrecadação em bilheterias da história no Brasil

Com R$ 362 milhões, "Divertida Mente 2" se torna maior arrecadação em bilheterias da história no Brasil

Nova animação da Disney/Pixar já foi assistida por 18 milhões de espectadores
Nota Fiscal Paulista libera R$ 46,5 milhões em créditos; veja como resgatar

Nota Fiscal Paulista libera R$ 46,5 milhões em créditos; veja como resgatar

Valor é referente às compras realizadas em março de 2024 e ficará disponível para transferência por um ano
SBT News na TV: Chiquinho Brazão volta a alegar inocência no assassinato de Marielle

SBT News na TV: Chiquinho Brazão volta a alegar inocência no assassinato de Marielle

Confira o que foi notícia ao longo do dia e os assuntos que serão destaque nesta quarta-feira (17); assista!
EUA: jovem armado com fuzil é preso perto de convenção republicana

EUA: jovem armado com fuzil é preso perto de convenção republicana

Detenção ocorreu fora do perímetro de segurança do evento; suspeito não tinha autorização de porte
Entrevista de Biden à NBC "não convenceu ninguém", afirma analista político

Entrevista de Biden à NBC "não convenceu ninguém", afirma analista político

Arick Wierson avaliou o desempenho do presidente dos Estados Unidos, marcado por respostas desencontradas e dificuldade na comunicação
Supremo atende governo e Congresso e dá mais tempo para desoneração na folha

Supremo atende governo e Congresso e dá mais tempo para desoneração na folha

Ministro Fachin deu prazo para solução até 11 de setembro; Senado quer concluir votação em agosto
Publicidade
Publicidade