Publicidade

Câmara analisa decreto de intervenção federal na segurança do DF

Ato do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) será votado em sessão remota pelos deputados federais

Câmara analisa decreto de intervenção federal na segurança do DF
Plenário da Câmara dos Deputados
Publicidade

A Câmara dos Deputados terá uma sessão, na noite desta 2ª feira (9.jan), às 20h30, para analisar, remotamente, o decreto de intervenção federal na segurança pública do Distrito Federal. O ato foi assinado, no domingo, pelo presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

+ Leia as últimas notícias no portal SBT News

Os equipamentos do plenário foram periciados e estão em perfeito estado, uma vez que o local não chegou a ser invadido. Um grupo de golpistas conseguiu entrar nas galerias e na tribuna de honra, quebrando um painel de vidro, que caiu para dentro do plenário e danificou uma mesa de votação, já consertada.

O decreto vai à votação e não há possibilidade de emendas ou outras alterações no texto. A proposta tramita em caráter de urgência e será relatada por um deputado a ser designado pelo presidente da Câmara, Arthur Lira (PP). Em caso de aprovação, o pedido segue para a análise do Senado Federal.

A votação ocorre após ato do presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD), que acionou a convocação extraordinária do Congresso Nacional durante o prazo necessário para analisar o decreto do Executivo.

Com informações da Câmara Notícias

Leia também:

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

portalnews
sbtnews
governo
marianne-paim
atos golpistas

Últimas notícias

Aplicativo da Uber apresenta instabilidade, aponta site de monitoramento

Aplicativo da Uber apresenta instabilidade, aponta site de monitoramento

Clientes fizeram reclamações nas redes sociais: "mds o fim do mundo n consigo pedir um uber" (sic)
Apagão cibernético não afetou sistemas do Congresso

Apagão cibernético não afetou sistemas do Congresso

Câmara e Senado disseram que não registraram qualquer problema; recesso parlamentar teve início na quinta-feira
PSDB antecipa convenção partidária para anunciar candidatura de Datena em SP

PSDB antecipa convenção partidária para anunciar candidatura de Datena em SP

Apresentador já desistiu quatro vezes de concorrer a cargos políticos; evento ocorre no mesmo dia do lançamento da candidatura de Tabata Amaral
Assalto com granada deixa dois feridos em Copacabana, no Rio

Assalto com granada deixa dois feridos em Copacabana, no Rio

Bandido que estava com o explosivo conseguiu fugir; vítima foi encaminhada para o Hospital Municipal Miguel Couto
Atleta australiano amputa parte do dedo para participar das Olimpíadas de Paris

Atleta australiano amputa parte do dedo para participar das Olimpíadas de Paris

O jogador de hóquei Matt Dawson quebrou o dedo semanas antes do início dos Jogos Olímpicos
SP: Feira busca tutores para cães resgatados no Rio Grande do Sul

SP: Feira busca tutores para cães resgatados no Rio Grande do Sul

Pets foram castrados e receberam tratamento após as enchentes
Eleições municipais 2024: partidos poderão realizar convenções a partir de sábado

Eleições municipais 2024: partidos poderão realizar convenções a partir de sábado

Reuniões são necessárias para que legendas e federações possam lançar políticos na disputa e seguem calendário oficial da Justiça Eleitoral
Filha de deputado é encontrada morta no Mato Grosso

Filha de deputado é encontrada morta no Mato Grosso

Polícia Civil ainda apura as circunstâncias da morte da jovem de 26 anos na zona rural da cidade de Nova Mutum
Apagão cibernético afeta coleta de exames em hospital de SP

Apagão cibernético afeta coleta de exames em hospital de SP

Hospital Sírio-Libanês diz que parceiro que faz o serviço enfrentou instabilidade no sistema e coleta foi interrompida; outras unidades funcionam normalmente
"Aproveitar minha família", diz homem que sobreviveu após ter crânio perfurado por estaca de madeira

"Aproveitar minha família", diz homem que sobreviveu após ter crânio perfurado por estaca de madeira

Vitor Soares disse que o acidente aconteceu "muito rápido" e "não teve como reagir"
Publicidade
Publicidade