Publicidade

Ensino técnico: empresários brasileiros apostam nesta modalidade

Ingresso mais rápido no mercado de trabalho e formação alinhada às necessidades do setor produtivo

Ensino técnico: empresários brasileiros apostam nesta modalidade
Ensino profissionalizante tem o objetivo é preparar o aluno para o exercício de uma profissão
Publicidade

O ensino técnico, frequentado por jovens brasileiros, é a modalidade que precisa receber atenção do governo. Este é o olhar de empresário entrevistados, em pesquisa recente realizada pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) e Serviço Social da Indústria. Ao todo, foram ouvidos 1001 empresários industriais - de pequeno, médio e grande porte. Estes foram os principais destaques das análises:

+ Leia as últimas notícias no portal SBT News

  • 1/3 coloca o ensino técnico como o ponto mais forte na educação pública no Brasil, na frente do ensino superior (23%),
  • ensino fundamental (12%), especialização/pós-graduação (10%), ensino médio (10%),
  • alfabetização e creches (6% cada);
  • 9 em cada 10 concordam que os cursos técnicos permitem ingresso mais rápido no mercado de trabalho;
  • 1 a cada 3 empresários acreditam que a desinteresse pessoal é o principal obstáculo para os jovens cursarem o ensino técnico;
  • 21% afirmam que o ensino técnico deve ser a prioridade na agenda educacional do governo;
  • 83% acreditam que a responsabilidade pela formação dos trabalhadores é do estado junto à iniciativa;
  • privada;
  • 75% concordam que os cursos técnicos são mais ligados às necessidades do mercado do que os de ensino superior.

"O Brasil e os empresários brasileiros têm um grande desafio, a baixa produtividade, que ganha camadas de complexidade se somarmos alguns fatores que caracterizam o nosso mercado de trabalho: a transição demográfica, com menos jovens compondo a força de trabalho, as altas taxas de desemprego desse grupo, o baixo nível de qualificação profissional e a digitalização, que demanda novos conhecimentos", avalia o diretor do SESI e do SENAI Rafael Lucchesi.

O olhar do empresariado

Para os empresários, os pontos positivos da formação técnica são: 

  • preparar melhor para o mercado de trabalho (45%);
  • cursos mais focados (28%);
  • cursos mais práticos (22%);
  • boa aceitação no mercado de trabalho (18%);
  • ter mais conhecimento/habilidades (17);
  •  começo na carreira profissional (16%).

Ainda, 9 em cada 10 concordam que os cursos técnicos permitem ingresso mais rápido no mercado de trabalho e que é mais fácil conseguir um emprego com formação profissional. Para 85%, os cursos técnicos permitem concorrer a uma oferta maior de vagas de emprego. Na comparação com o ensino superior, para 63% o curso técnico dá grande vantagem para se conseguir o primeiro emprego; e, para 75%, são cursos mais ligados às necessidades do mercado

Mais velocidade para a educação de ensino técnico

Para os entrevistados, acelerar e incentivar o ensino técnico é urgente. No Brasil, apenas 9% dos alunos do ensino médio fazem um curso técnico ou de qualificação. Na União Europeia, esse percentual é de 43%; no Chile, 29%; e, Colômbia, 24%. 

"A última etapa do ensino obrigatório virou uma rua sem saída para milhares de estudantes. A baixa qualificação nessa fase tão determinante para a trajetória profissional tem reflexos na inserção e permanência no mercado de trabalho, ou seja, não só na identidade social e na renda desse jovem, como também na produtividade das empresas", conclui Lucchesi.

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

ensino médio
educação
sesi
senai
brasil
portalnews
sbtnews
noticias

Últimas notícias

CNC: intenção de consumo reduz, mas satisfação com renda é a maior desde 2015

CNC: intenção de consumo reduz, mas satisfação com renda é a maior desde 2015

Crédito ainda seletivo deixa famílias de baixa renda com pouca perspectiva de compras
Parlamento israelense vota contra criação de Estado palestino

Parlamento israelense vota contra criação de Estado palestino

Partidos alegaram que ação representaria um perigo existencial para o país, provocando conflito
MEC libera consulta às bolsas ofertadas pelo Prouni; veja como acessar

MEC libera consulta às bolsas ofertadas pelo Prouni; veja como acessar

Programa ofertará mais de 243 mil vagas em universidade privadas do país; inscrições começam em 23 de julho
SBT News na TV: terremoto de 7,3 graus atinge Chile e é sentido por brasileiros

SBT News na TV: terremoto de 7,3 graus atinge Chile e é sentido por brasileiros

Confira o que foi notícia ao longo do dia e os assuntos que serão destaque nesta sexta-feira (19); assista!
Trump promete "maior operação de deportação da história dos EUA" se eleito

Trump promete "maior operação de deportação da história dos EUA" se eleito

Declaração foi feita durante discurso na Convenção Nacional do Partido Republicano
Caixa libera parcela do Bolsa Família para beneficiários com NIS final 2

Caixa libera parcela do Bolsa Família para beneficiários com NIS final 2

Recurso pode ser sacado em agências bancárias ou movimentado virtualmente
Mega-Sena acumula e chega a R$ 53 milhões; veja os números sorteados

Mega-Sena acumula e chega a R$ 53 milhões; veja os números sorteados

Quina teve 201 apostas ganhadoras, que vão receber mais de R$ 14 mil cada
Dia Nacional do Futebol: entenda a origem da data comemorativa de 19 de julho

Dia Nacional do Futebol: entenda a origem da data comemorativa de 19 de julho

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) oficializou o Dia Nacional do Futebol em 1976
No 1º discurso após o atentado, Trump adota discurso moderado e pede que "discórdia" e "divisão" sejam curadas

No 1º discurso após o atentado, Trump adota discurso moderado e pede que "discórdia" e "divisão" sejam curadas

Ex-presidente também destacou que poderia ter morrido e relembrou detalhes do atentado
Terremoto de 7,3 graus atinge o Chile e é sentido por brasileiros

Terremoto de 7,3 graus atinge o Chile e é sentido por brasileiros

Tremor teve epicentro na região do Atacama, de acordo com o serviço geológico dos Estados Unidos
Publicidade
Publicidade