Publicidade

Multidão acompanha enterro de criança que morreu em buraco no Marrocos

Criança foi sepultada nesta 2ª feira; o rei do país expressou suas condolências aos pais do menino

Multidão acompanha enterro de criança que morreu em buraco no Marrocos
Homens cavam buraco para enterrar corpo da vítima
Publicidade

O menino Rayan, de 5 anos, que ficou preso em um poço durante cinco dias no Marrocos, foi enterrado nesta 2ª feira (7.jan). O caso chamou a atenção global, gerando condolências de todos os pontos do globo, além de mover dezenas de pessoas ao enterro. 

+ Leia as últimas notícias no portal SBT News

A criança foi retirada do poço de 32 metros de profundidade no último sábado (5.fev). Quando resgatado, o corpo foi transferido de helicóptero para o hospital militar da capital Rabat. Ainda não está claro se o menino passou por uma autópsia. O funeral ocorreu após orações ao meio-dia em Ighran, uma vila montanhosa no país. Ele foi sepultado no terreno onde outros membros da família estão enterrados, no cemitério de Zawiya.

Os trabalhadores agora começaram a preencher o enorme buraco e túnel que cavaram para tentar resgatá-lo. As circunstâncias exatas de como o menino caiu no poço não são claras, mas a região é cercada de poços profundos, usados para irrigar a plantação de Cannabis, principal fonte de renda para muitos na região pobre, remota e árida.

O rei marroquino Mohammed VI acompanhou de perto os esforços de resgate, e expressou suas condolências aos pais do menino em um comunicado divulgado pelo palácio no fim de semana. 

Com as informações da agência Associated Press

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

sbtnews
portalnews
mundo
marrocos
menino
morte
poço
enterro
velório
tragédia
acidente

Últimas notícias

PF intima líder do MBL a depor em inquérito que apura suposta difamação contra Lula

PF intima líder do MBL a depor em inquérito que apura suposta difamação contra Lula

Renan Santos deve ser ouvido em setembro; movimento contesta acusações
Polícia pede prisão preventiva de suspeitos de matar motorista de aplicativo

Polícia pede prisão preventiva de suspeitos de matar motorista de aplicativo

Felipe Gambeta Malheiro e Gustavo Moreira Cardozo são acusados de provocar acidente que resultou na morte de Ednaldo de Souza Mendes, no dia 13 de julho
Brian Rodríguez: atacante uruguaio cobiçado pelo Corinthians é investigado por estupro

Brian Rodríguez: atacante uruguaio cobiçado pelo Corinthians é investigado por estupro

Caso teria ocorrido em maio, no México. Time paulista está disposto a pagar 5 milhões de euros por 50% dos direitos econômicos do atleta
25 de julho: entenda em 5 pontos a importância do Dia da Mulher Negra

25 de julho: entenda em 5 pontos a importância do Dia da Mulher Negra

No Brasil, mulheres pretas e pardas sofrem mais violência, são maioria dos desempregados e minoria entre políticos e juízes
Operação da Polícia Militar deixa três mortos no morro do Juramento (RJ)

Operação da Polícia Militar deixa três mortos no morro do Juramento (RJ)

Outros cinco suspeitos foram presos; foram apreendidos três fuzis, duas pistolas e drogas
Sequestro de bebê: médica pediu exoneração de universidade no começo do mês

Sequestro de bebê: médica pediu exoneração de universidade no começo do mês

Neurologista era professora efetiva da Universidade Estadual de Goiás desde 2019 e agora está presa
Governo bate recorde histórico de arrecadação em junho: R$ 208,8 bilhões

Governo bate recorde histórico de arrecadação em junho: R$ 208,8 bilhões

Valor representa um aumento real (acima da inflação) de 11,02% frente ao mesmo período de 2023; recorde do semestre também foi batido
Paraguaios trabalhavam sem receber salário em fábrica clandestina de cigarros no RJ

Paraguaios trabalhavam sem receber salário em fábrica clandestina de cigarros no RJ

Eles foram resgatados pela Polícia Militar; grupo teve os celulares retirados e foi levado vendado até o local
Idec considera “falácia” e uma "punição coletiva" o adiamento da Meta AI no Brasil

Idec considera “falácia” e uma "punição coletiva" o adiamento da Meta AI no Brasil

Entidade de defesa do consumidor diz que justificativa da empresa de tecnologia é “questionável”
Operação policial contra milícia deixa quatro mortos em Nova Iguaçu (RJ)

Operação policial contra milícia deixa quatro mortos em Nova Iguaçu (RJ)

Criminosos foram capturados pela PRF após um serviço de monitoramento da Polícia Civil
Publicidade
Publicidade