Publicidade

Impostos dos combustíveis: entenda o que está em jogo

Lula precisa definir nesta 3ª se prorroga ou não isenção dos impostos; presidente avalia riscos

Impostos dos combustíveis: entenda o que está em jogo
Impostos dos combustíveis: entenda o que está em jogo
Publicidade

A desoneração dos impostos dos combustíveis chega ao prazo final nesta 3ª feira (28.feira) e o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) está em um impasse: prorrogar a medida ou voltar a cobrar PIS e Cofins. Mesmo preocupado com o impacto que a alta dos combustíveis pode ter na popularidade do seu governo, tudo indica que Lula optará pela retomada da cobrança.

+ Leia as últimas notícias no portal SBT News

Para a equipe econômica do governo, manter a desoneração trará prejuízos para a União, que não terá recursos para arcar com as políticas públicas anunciadas pelo presidente, por exemplo o aumento do salário mínimo. "O impacto é de quase R$ 30 bilhões. Tem pagamentos importantes que dependem de maior arrecadação", analisa o economista César Bergo, em entrevista ao SBT News.

De acordo com Bergo, o cenário atual é diferente e a desoneração não é mais necessária. "No ano passado, o barril do petróleo passava de US$ 100 e o dólar havia disparado. Hoje o cenário é outro. O dólar não está tão comportado, mas está na faixa de R$ 5,16 a R$ 5,20. O barril de petróleo custa em torno de US$ 80. Não há risco de a gasolina chegar a R$ 7 neste momento", avaliou.

O ministro da Fazenda, Fernando Haddad, anunciou nesta 2ª feira (27.fev) o aumento do imposto da gasolina e do etanol para arrecadar R$ 28,9 bilhões. A pasta ainda não definiu o percentual de aumento nem o valor em reais.

Governadores também pressionam o governo para a revogação da medida que isenta o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS). Segundo o grupo, a desoneração trouxe prejuízos para os cofres estaduais, impossibilitando o cumprimento de serviços essenciais. Os chefes do Executivo também pediram apoio do Supremo Tribunal Federal para que a União recompense os valores que viriam arrecadação.

Bolso do contribuinte

Caso o presidente Lula prefira pelo fim da isenção, o desconforto da decisão também chegará ao bolso do contribuinte. A Associação Brasileira dos Importadores de Combustíveis (Abicom) estima que o litro da gasolina deve subir R$ 0,69 e o do álcool, R$ 0,24.

Com um possível aumento maior no preço da gasolina do que do etanol, Bergo explica que a medida pesa mais para a classe média e o setor de serviços. "Nem todos têm automóvel. A gasolina é um combustível da classe média e da elite econômica. Mas, não tenha dúvida que, dependendo da cidade, o peso do transporte particular é muito grande porque não há transporte público de qualidade. E o setor de serviços vai ser impactado", concluiu.

Óleo diesel, biodiesel e gás natural -- itens essenciais ao consumidor -- tiveram a isenção dos impostos federais estendida até 31 de dezembro. O encarecimento do diesel afetaria diretamente os preços de diversos produtos para o consumidor final, principalmente alimentos. O diesel abastece os caminhões que são responsáveis pelo transposte de bens e mercadorias em todo o país. 

A decisão de manter a isenção do diesel e do gás de cozinha tem efeito diretamente na população de baixa renda.

A popularidade do governo Lula entre a população e os aliados políticos também é ponderada por Lula. Para a presidente do Partido dos Trabalhadores (PT), Gleisi Hoffmann, não é o momento certo para voltar a cobrar os combustíveis. "Não somos contra taxar combustíveis, mas fazer isso agora é penalizar o consumidor, gerar mais inflação e descumprir compromisso de campanha", afirmou em uma rede social.

O presidente da Abicom, Sérgio Araújo, considera como saída a reoneração escalonada dos combustíveis. "Eu vejo com bons olhos essa preocupação do governo para não ter impacto muito grande no bolso do consumidor. Se o governo tem possibilidade de escalonar é uma boa medida", disse em entrevista ao SBT News.

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

portalnews
brasil
economia
lula
fernando haddad
ministério da fazenda
gleise hoffmann
combustíveis

Últimas notícias

Sem vice-prefeito, Eduardo Paes oficializa candidatura à reeleição no Rio

Sem vice-prefeito, Eduardo Paes oficializa candidatura à reeleição no Rio

Durante convenção partidária, Paes falou sobre ter cumprido ou não propostas feitas nas eleições municipais de 2020
Robô da Nasa encontra mineral inédito em Marte

Robô da Nasa encontra mineral inédito em Marte

Cristais amarelos de enxofre puro foram revelados após o rover Curiosity passar sobre uma rocha
Taxista é preso por integrar quadrilha paulista que rouba casas de luxo no Rio

Taxista é preso por integrar quadrilha paulista que rouba casas de luxo no Rio

Segundo as investigações, o homem utilizava o veículo para guiar os assaltantes até as casas que seriam roubadas
Rebelião de presos incendeia presídio em Franco da Rocha, Grande São Paulo; situação foi controlada

Rebelião de presos incendeia presídio em Franco da Rocha, Grande São Paulo; situação foi controlada

O motim foi o primeiro em quatro anos, em São Paulo, segundo o Sindicato dos Funcionários do Sistema Prisional do Estado de São Paulo (SIFUSPESP)
Helicóptero dos bombeiros faz pouso forçado às margens do rio Araguaia em Goiás; piloto fica ferido

Helicóptero dos bombeiros faz pouso forçado às margens do rio Araguaia em Goiás; piloto fica ferido

Motivos do pouso de emergência estão sendo investigados pelos órgãos competentes
Ministério da Saúde atualiza caderneta infantil; saiba qual a importância de manter a vacinação em dia

Ministério da Saúde atualiza caderneta infantil; saiba qual a importância de manter a vacinação em dia

A distribuição dos exemplares em versão física da caderneta foi retomada neste ano
PF prende homem com dinheiro falso em Minas Gerais

PF prende homem com dinheiro falso em Minas Gerais

Suspeito foi conduzido para a Delegacia de Polícia Federal de Montes Claros, no norte do estado
Dia do Amigo é celebrado no Brasil neste sábado; entenda origem da data

Dia do Amigo é celebrado no Brasil neste sábado; entenda origem da data

Celebração é diferente da comemorada pela Organização das Nações Unidas (ONU)
Morre Moacir, ex-jogador do Atlético Mineiro, aos 54 anos

Morre Moacir, ex-jogador do Atlético Mineiro, aos 54 anos

Volante ganhou o Campeonato Mineiro por três vezes e a Copa Conmebol pelo clube
Polícia Federal brasileira atua na segurança dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos de Paris

Polícia Federal brasileira atua na segurança dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos de Paris

Agentes da corporação vão executar ações de segurança pública, cooperação internacional e atividades de inteligência
Publicidade
Publicidade